Clareamento a laser é opção segura para o dentes amarelados

Clareamento a laser é opção segura para o dentes amarelados

Atualizado: Terça-feira, 24 Junho de 2008 as 12

A ingestão de alimentos como café, mate, coca-cola e chá, o hábito de fumar, o uso de antibiótico ou até mesmo a idade podem provocar manchas nos dentes. Após o tratamento de canal, o dente também pode vir a escurecer.

Hoje, qualquer pessoa pode ter seus dentes clareados através da técnica do Clareamento a laser, desde que eles estejam íntegros, sem muitas restaurações.

No clareamento dental a laser, as moléculas dos géis oxidantes (liberadores de oxigênio) penetram na intimidade do esmalte e da dentina, liberando oxigênio que, por sua vez, "quebra" as moléculas dos pigmentos causadores das manchas intrínsicas.

As manchas extrínsicas, isto é, aquelas aderidas à superfície externa do esmalte dental, são removidas antes do processo de clareamento, através de profilaxia dental e remoção de tártaro.

Este tratamento é feito normalmente em duas sessões com resultados visíveis já na primeira etapa.

Outra forma de clareamento é o feito com moldeiras, chamado de clareamento caseiro. Neste caso o dentista confecciona uma moldeira individualizada que cobrirá somente a superfície dental, evitando, assim, que o agente clareador tenha contato direto e contínuo com a gengiva. O uso da moldeira deverá ser feito por aproximadamente 3 semanas e os resultados são graduais ao longo do tratamento.

Os produtos usados no clareamento são seguros à saúde. Assim como outros produtos e medicamentos usados na Medicina e Odontologia, se usados corretamente conforme orientação, os produtos utilizados nesta técnica não promovem nenhum prejuízo à saúde geral. Não causam nenhum dano às gengivas, desde que o paciente faça tratamento supervisionado e não use produtos vendidos pela TV ou em supermercados.

Não há contra-indicação quanto à idade. A partir dos 10 anos, já é possível fazer o clareamento a laser.

 

veja também