Coluna Pr. Luciano Avelino

Coluna Pr. Luciano Avelino

Atualizado: Segunda-feira, 1 Dezembro de 2008 as 12

Sexo é bênção de Deus

Em todos os aspectos, tanto o homem quanto a mulher têm expectativas em relação ao outro e na área sexual não é diferente. Diante de tantos apelos que nos são apresentados no dia a dia, na televisão, nas propagandas em revistas, nos out doors etc, a sociedade em geral é constantemente estimulada a lembrar de sexo de maneira distorcida.

O sexo, assim como o casamento foi instituído por Deus como uma bênção para todos nós, desde de que realizado dentro dos padrões de Deus. Tanto o homem como a mulher, não são máquinas de fazer sexo, nem animais que agem pura e simplesmente por extinto. Ao contrário destes, nós somos seres dotados de raciocínio e inteligência dados por Deus que é santo e nos proporciona maneiras e modos de fazermos tudo de uma forma abençoada e muito mais prazerosa do que este mundo pervertido pode nos oferecer.

Existe, devido a tantos apelos deturpados e pervertidos, muita expectativa por parte do casal quanto ao ato conjugal que, infelizmente, os levam a pensar de forma egoísta e errônea. Assim como tudo no casamento, o ato sexual deve consistir num ato de total entrega, onde ambos pensam em se satisfazerem mutuamente, porém, a ênfase principal deve ser sempre o prazer do outro e não o próprio.

O homem costuma ser mais levado pela mais razão e a mulher muito mais pela emoção. Se os dois não atentarem para esta particularidade um do outro, sua vida sexual poderá ser um fracasso. Além disso, como diz minha esposa, Myrian, "homem faz amor pelos olhos e mulher pelos ouvidos. Ou seja, os homens são sexualmente estimulados por aquilo que vêem, por isso, os cuidados com o visual não podem ser desprezados pelas mulheres. Por outro lado, embora também leve em conta a parte estética, a mulher precisa de doses extras de carinho, de carícias, de elogios e palavras de afirmação para ter uma vida sexual satisfatória".

Muitos jovens que conseguem vencer nos estudos, no trabalho e nas atividades sociais, vêem-se perturbados, derrotados e transviados no assunto do sexo. A causa talvez seja o sigilo guardado por algumas pessoas e os exageros de outras mediante os quais o apetite sexual é despertado de formas errôneas.

As informações que o jovem recebe através da TV, rádio, jornais, revistas, internet, livros, escola e outros meios de comunicação é simplesmente inadequada para, uma vez casado, desfrutar desta relação harmoniosamente.

Além desta informação inadequada que os meios de comunicação oferecem, os pais infelizmente também não estão orientando seus filhos a respeito dos propósitos de Deus para o uso da sexualidade.

Quando Deus criou o homem e a mulher, macho e fêmea, o registro de Gênesis diz: "... eis que tudo era bom..." (Gênesis 1:31). Conforme o desígnio e a sabedoria de Deus, a nossa sexualidade não foi estabelecida somente para a procriação da raça humana no contexto do relacionamento. A Palavra de Deus nos dá a melhor perspectiva sobre o sexo. Não é uma perspectiva distorcida e negativa como a filosofia puritana, nem como a "nova moralidade" que deixa de lado o padrão de Deus sobre moral e sugere uma "liberdade" completa na expressão dos desejos sexuais. Deus nos criou seres sexuais para o bem-estar do homem e da mulher e é seu propósito que entendamos o plano d´Ele para nossa vida.

Luciano Avelino é pastor e teólogo. Juntamente com sua esposa, Myrian Rosário, atua no ministério de aconselhamento de casais, noivos, jovens e adolescentes.

veja também