Coluna Pra. Regina Vilela de Lima Nagy

Coluna Pra. Regina Vilela de Lima Nagy

Atualizado: Domingo, 30 Novembro de 2008 as 12

1.  As crianças precisam ter Infância:

?   Necessitam inventar;

?   Correr riscos;

?   Frustrar-se;

?   Ter tempo para brincar:

?   E se encontrar com a vida

?   A TV, Internet;

?   Brinquedos manufaturados eletrônicos;

?   Excessos de atividades obstruem a infância dos filhos (mundo artificial). Obstruindo a inteligência das crianças e adolescentes:

?   Pais e filhos vivem ilhados, raramente choram juntos e comentam sobre seus sonhos, mágoas, alegrias, frustrações;

?   As crianças aprendem a lidar com fatos lógicos (na escola), mas não sabem lidar com fracassos e falhas;

?   Aprendem a resolver problemas matemáticos, mas não sabem resolver seus conflitos existenciais;

?   Quem se importa com a sabedoria na era da informática?

?   Nós nos tornamos máquinas de aprender;

?   A TV, internet, microcomputadores etc. bombardeiam de estímulos psico-adaptação, aumentando o limiar do prazer na vida real. Com o tempo crianças e adolescentes perdem o prazer pelo pequenos estímulos da rotina diária, produzindo uma geração de insatisfeitos.

Estamos informando e não formando sua personalidade:

?   Não estamos educando a emoção nem estimulando o desenvolvimento das funções mais importantes da inteligência tais como contemplar o belo, gerenciar os pensamentos, ter espírito empreendedor.

?   Os jovens conhecem cada vez mais o mundo em que estão, mas quase nada sobre o mundo que são.

?   Um excelente educador não é um ser humano perfeito, mas alguém que tem serenidade para esvaziar e sensibilidade para aprender.

Como ocorre este aprendizado?

O aprendizado depende do registro diário de milhares de estímulos externos (visuais, auditivos, táteis) e internos (pensamentos e reações emocionais). Deuteronômio 6.

?   Os vínculos definem a qualidade da relação. O que seus filhos registram de você? As imagens negativas ou positivas? Todas, eles o estão fotografando a cada instante.

?   A emoção define a qualidade do registro na memória: O amor e o ódio, a alegria e angústia provocam um registro intenso. A mídia utiliza-se disto para lançar as imagens de acidentes, mortes, tragédias, doenças, seqüestros, tragédias que geram alto volume de tensão, nossa memória tornou-se assim uma lata de lixo, gerando um ser humano intranqüilo, que sofre por antecipação e tem medo do amanhã.

?   Ensine seus filhos a fazer do palco da sua mente um teatro de alegria, e não um palco de terror.

Regina Vilela de Lima Nagy é pastora e teóloga. Trabalha com aconselhamento conjugal, é professora na rede estadual e municipal e dá aulas de psicologia, filosofia e aconselhamento pastoral na Faculdade de Cultura e Ensino Teológico de Osasco e no Seminário Teológico Batista Nacional Enéas Tognini. 

 

veja também