Com as próprias pernas

Com as próprias pernas

Atualizado: Terça-feira, 6 Abril de 2010 as 12

Muitos pais imaginam que, ao apagar a primeira velinha, o bebê estará caminhando alegremente pelo salão, para o deleite de todos os parentes e amigos presentes. Enganam-se. As pesquisas mostram que apenas 20% das crianças andam sem apoio aos 12 meses de idade. Até que isso ocorra, aproximadamente 3 meses depois do aniversário, evite usar o andador - por mais que você esteja ansioso para ver seu filho saracoteando pela casa. Sua utilidade é ilusória, já que ele não incentiva o desenvolvimento das pernas. "Quando está no andador, a criança apenas trabalha a região do quadril para cima", diz a neuropediatra Vanda Maria Gimenes Gonçalves, da Universidade Estadual de Campinas, no interior paulista.

A opinião de Vanda é validada por uma série de pesquisas que demonstram que o andador atrasa o crescimento motor. Um estudo realizado em University College em Dublin, na Irlanda, concluiu que, a cada dia que passa no aparelho, um bebê demora cerca de 3 dias a mais para caminhar por conta própria quando comparado a outro que aprendeu tudo com as próprias pernas. Como se não bastasse, esses apetrechos também apresentam riscos de lesões. Eles dão uma falsa idéia de segurança para os pais e não raro capotam, levando junto a criança, que ainda não tem como se proteger da queda.

Por Débora Mamber

veja também