Como agir com a chegada do irmãozinho

Como agir com a chegada do irmãozinho

Atualizado: Quarta-feira, 20 Maio de 2009 as 12

A primeira dúvida começa bem cedo: quando podemos contar a grande novidade ao futuro irmão? Para a psicóloga Maura de Albanesi, o quanto antes, melhor. "Diga ao seu filho que você tem um bebê na barriga e que ele já esteve lá. Explique que o irmãozinho vai somar, não tirar o lugar dele na família." A partir daí começa um empenho para ele curtir cada segundo e diminuir as chances de ciúmes futuros. Afinal, se um bebê novo muda completamente a vida familiar, imagine o mundo de uma criança? "Ela entende a chegada do caçula quase como uma traição", diz a psicóloga. Levará um tempo para compreender que aquele bebê não é uma ameaça. Tranqüilize a criança falando sobre o amor que você sente por ela. "Diga que, da mesma forma que ela ama o amigo, o pai, a mãe e a avó, você também consegue amar muitas pessoas." Assim que o bebê nascer, intensifique a atenção com o mais velho. Procure incluí-lo nos cuidados com o bebê, pedindo para escolher a roupa ou buscar uma fralda, por exemplo. Quanto a presentes para compensar, vale a prudência. "A visita pode até dar algo, mas não faz sentido presenteá-lo falando que foi o bebê novo quem trouxe o brinquedo", afirma a psicóloga.

3 dicas para ele gostar da novidade

Compare. Mostre que os colegas deles também têm irmãos e o quanto é bacana ter companhia sempre. Xô repressão. Não proíba a criança de entrar no quarto do bebê nem a reprima por fazer barulho quando o irmão estiver dormindo. Invente "tarefas". Dê atenção ao primogênito e o faça sentir-se útil, pedindo para ajudar nos cuidados com o irmão menor.

veja também