Como lidar com a tosse chata das crianças

Como lidar com a tosse chata das crianças

Atualizado: Quarta-feira, 28 Julho de 2010 as 6:54

“A tosse é a segunda queixa mais frequente nos consultórios de pediatria, perdendo apenas para a febre”, diz o pediatra Jayme Murahovschi. Surge como consequência de uma irritação e tem a função de expelir secreções ou corpos estranhos. Em resumo, é um reflexo natural que protege o aparelho respiratório. Quando a criança engasga, por exemplo, a tosse expulsa o objeto, impedindo que ele chegue aos pulmões. Já nos casos de gripe ou resfriado, tossir ajuda a eliminar o catarro. Em geral, a tosse está associada a infecções leves do nariz e da garganta. Mas antes de ligar para o pediatra, é preciso levar em conta outros sintomas que podem acompanhá- la, como febre e coriza, e o tempo que a criança está tossindo.

Tipos de tosse

Existem basicamente dois: a seca e a produtiva. A presença de muco é o que as diferencia. Na primeira, como o nome sugere, não há catarro. Mas ela é tão persistente que, às vezes, provoca vômito e não deixa a criança - nem o resto da família - dormir. É desencadeada, em geral, por algum tipo de irritação, como asma. Já na tosse produtiva, o organismo produz secreção, sinal de que os pulmões estão inflamados.

Comum em gripes e resfriados, vem acompanhada de outros sintomas, como nariz escorrendo ou entupido, espirros e, às vezes, febre baixa (em torno de 38,5° C). Como a tosse produtiva tem o objetivo de eliminar o catarro, não faz sentido bloqueá-la, pois o acúmulo de secreção aumenta o risco de bronquite e pneumonia.

veja também