Conexão desde cedo

Conexão desde cedo

Atualizado: Terça-feira, 7 Dezembro de 2010 as 2:22

Até que ponto o computador e o celular estão presentes em atividades cotidianas das crianças brasileiras? Segundo dados do Ibope Nielsen Online-NetView realizada em agosto, as crianças de 2 a 11 anos que acessam a Internet em casa já ultrapassam os 4,5 milhões, passando de 14% dos usuários residenciais no país. Mesmo que ainda não saibam diferenciar exatamente termos como computador e web, que são vistos mais ou menos como sinônimos: dá para jogar e se divertir, não é? Então é o que eles precisam saber. O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) anunciou em outubro os resultados da 1ª Pesquisa Sobre Uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação por Crianças no Brasil — TIC Crianças, revelando detalhes desse tipo.

As crianças foram divididas por faixa etária, sexo, área urbana e rural, classe econômica e nível de escolaridade. A pesquisa concluiu que, apesar de uma expressiva proporção de crianças (57%) usarem computadores na escola, em lan houses e em casa, somente 28% delas disseram ter usado a Internet. Isso acontece porque elas confundem os dois e os consideram uma coisa só. No computador, presente nas atividades do dia-a-dia, elas desenham (80%), escrevem textos (64%) e ouvem música (60%).

Segundo as entrevistas, 97% das crianças utilizam a rede para jogar. A preferência delas é pelos sites que têm desenhos e personagens como os que assistem na TV. Existe uma grande variação de uso da Internet de acordo com a região do Brasil, a renda domiciliar e a idade do usuário. Enquanto o Sul e o Sudeste registraram 38% de uso, no Norte e Nordeste apenas 12% das crianças utilizaram a rede, um valor bem inferior aos 43% apresentados pelo Centro-Oeste.

O celular, no entanto, supera o uso do computador e é uma das tecnologias mais presentes no cotidiano dos pequenos: 65% já usaram um aparelho e 14% têm um. O telefone móvel é usado principalmente para jogar (88%), ouvir música (60%) e como ferramenta de comunicação: 64% já ligaram para alguém do próprio telefone, geralmente os pais ou amigos.

O acesso à Internet acontece mais a partir dos 3 anos. Antes disso, a tela em que as crianças ficam ligadas ainda é a da TV. A rede vira mesmo referência entre os 8 e os 12 anos, fase em que os pequenos já estão plenamente alfabetizados. Segundo o Ibope Nielsen, nas redes sociais, os menores de 11 anos são 10% dos usuários. Continua valendo a máxima: se você não consegue lidar com alguma tecnologia, peça ajuda a alguém mais novo.

veja também