Conselhos para as mães

Conselhos para as mães

Atualizado: Segunda-feira, 9 Maio de 2011 as 1:51

Hoje dedico meu texto às homenageadas do mês: as mães. Não é fácil exercer esse papel, certo, mulheres?

Sabemos da importância que a mãe faz na vida de um indivíduo, e que infelizmente não existe nem livros e nem cursos que nos ajude ou oriente a assumir essa função. Ser mãe, nos dias atuais, é muito difícil! Só Deus realmente para nos dar força!...

Mas uma orientação eu darei a você, mãe - se é que posso dar alguma... Mas vamos tentar!

Seja dedicada aos filhos, ao marido... Mas especialmente a si mesma. Nunca esqueça que você também precisa de carinho, de amor, de cuidados e de atenção. Nunca esqueça que você tem que ter uma vida pessoal além da família, e que não deve deixar de vivê-la para estar 24h a disposição do outro.  Cuidar de si não é egoísmo, mas sim cuidar da sua saúde mental.  Falo isso porque os filhos crescem e na maturidade tomarão seu rumo, assim como os passarinhos quando começam a voar. E, neste momento, você deve estar preparada para seguir seu caminho.

No meu trabalho vejo muitas mães que se acabaram pelos familiares, que estão desgastadas, por terem aberto mão do direito de viver seus sonhos para cuidar do outro e que hoje pena m para buscar um rumo em suas vidas. Por isso afirmo que para ser mãe e esposa você não deve abrir mão de fazer as coisas que gosta, nem que deva deixar de trabalhar, nem que deva deixar de estudar. Ser mãe deve ser um complemento de tudo aquilo que você vive hoje.

Por outro lado, se eu pudesse dar um conselho à mãe que trabalha fora, pediria que dedicasse pelo menos seu final de semana aos filhos - é o mínimo que podemos fazer...

Falo isso porque os pequenos não precisam apenas de conforto, de uma boa escola, de uma boa e zelosa babá... Ou qualquer coisa que o dinheiro possa lhe garantir.

Seus filhos precisam de uma mãe presente, eles precisam de seu carinho e amizade. Eles necessitam de seu amor e conselho.

Está certo! É difícil assumir tantos papéis de uma vez só. É complicado sair cedo para trabalhar, voltar à tarde, cuidar dos filhos, da casa, do marido...

Mas nós, mulheres, somos mestres em repartir o tempo, em ter jogo de cintura para lidar com múltiplas situações ao mesmo tempo. Creio que isso graças aos hormônios que nos faz uma "metamorfose ambulante".

Espero que entendam o que eu quero dizer...

Que Deus abençoe as mães!

Fabricia Silva

Fabricia Silv a é bacharel em publicidade e propaganda, arte-educadora e atriz cristã.

Contatos

Msn:   [email protected]

Blog "Colored People": www.my.opera.com/bricasilva/blog

veja também