Conseqüências das feridas abertas vão além do que se imagina

Conseqüências das feridas abertas vão além do que se imagina

Atualizado: Quarta-feira, 25 Junho de 2008 as 12

Conseqüências das feridas abertas vão além do que se imagina

Muitas pessoas não conseguem desenvolver a habilidade de estancar traumas e sentimentos ruins de seu coração. Outras enfrentam a cadeira de um psicanalista, sem obter resultados. Não saber se livrar de um trauma ou de uma ferida profunda é algo bastante sério. Aqueles que têm dificuldades de expor os sentimentos são alvos mais fáceis da amargura. Isso, porém, não significa que os mais extrovertidas também não carreguem ?baús? de mágoas.

Muita coisa se dá na infância e adolescência, mas, mesmo quando adulta, nada impede uma pessoa de passar por experiências desagradáveis que lhe causem um trauma. Embora muitas pessoas aparentem caminhar em uma vida normal, com trabalho, estudo, família e muitas vezes até ministério, grande parte da nossa sociedade vive uma frustração secreta, que pode ou não ser um trauma.

De acordo com a psicologia, nem sempre um trauma é resultado de um acontecimento de grande seriedade. Cada pessoa tem o seu limite. O que pode parecer simples para um, para outro pode ter um significado bastante negativo.

Quando uma criança leva um tombo e rala os joelhos, sente dor e chora. A mãe rapidamente lava a ferida com água abundante, põe um remédio local e faz um curativo. Dali para frente, observa a cicatrização, enquanto limpa a região e troca o curativo. Isso acontece repetidamente até que o ferimento esteja TOTALMENTE sarado.

Se não houver tratamento, a ferida não fechará e as conseqüências podem ser desastrosas, pois a reparação tecidual pode não acontecer. Isso significa que a ferida está aberta e predisposta a qualquer infecção. E esta é bem mais difícil de ser tratada e pode levar ao óbito.

Na vida espiritual e emocional

A comparação é clara quando se trata da vida espiritual e emocional. Se uma pessoa, vítima de traumas, mágoas e ressentimentos, não for tratada, pode morrer. A medicina já provou que uma pessoa que guarda sentimentos ruins em seu coração faz adoecer todo o corpo. Não se pode achar normal reter dentro de si coisas, pensamentos e sentimentos ruins, achando que a vida é assim mesmo.

Deus deixou um recadinho para o ser humano nesse aspecto: ?Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.? (Provérbios 4.23).

Na verdade, não importa a situação que uma pessoa esteja vivendo, mas a forma como o seu coração reage a ela. Quando se sofre a perda de um familiar querido, há uma reação normal de dor, mas somente a confiança em Deus é que levanta, dá forças e sustenta uma pessoa para prosseguir a sua caminhada em paz. Somente Deus pode sanar sentimentos traumáticos.

Focalize sempre o coração como uma prioridade de tratamento. Pessoas com sentimentos mal resolvidos nunca avançam até onde querem. Em seu caminho sempre deixam rastros na vida de outras pessoas e nunca conseguem a felicidade plena.

O Espírito Santo é o único ser capaz de sondar até a medula do homem. Ninguém conhece o ser humano mais profundamente do que a pessoa do Espírito Santo. Mudança nenhuma acontece dentro de um coração se não tiver a mão Dele.

Muitas pessoas se frustram por não conseguir abandonar alguns comportamentos errados. Na maioria dos casos o esforço pela mudança foi real, mas os passos dados foram errados. Para outros, os passos foram corretos, mas não houve continuidade no processo diante das dificuldades encontradas no percurso.

Existe uma esperança para todas as pessoas que querem mudar, mas é preciso seguir as orientações de Deus para que isso aconteça. Ele só pode trabalhar um coração quando a pessoa reconhece que o problema está nele, e que ela precisa de ajuda. A mudança começa de dentro para fora. O primeiro passo é desejar a mudança e o segundo se lançar nos braços do PAI.

veja também