Crianças que querem ser adultas

Crianças que querem ser adultas

Atualizado: Quarta-feira, 8 Abril de 2009 as 12

A gente acha uma graça quando uma menina brinca com as roupas e a maquiagem da mãe, mas esse hábito pode ser prejudicial à criança

Ter uma boneca, brincar de casinha, pular corda? Que nada! Meninas de 7 ou 8 anos passam horas no salão do cabeleireiro para esticar os cachinhos e conquistar o já sonhado cabelo liso. Isso mesmo: elas fazem escova progressiva! Unhas pintadas, rosto maquiado, pernas depiladas... Elas se vestem e se comportam como mulheres. "A vaidade infantil é normal e representa autoestima positiva. Porém, quando se torna exagerada e a criança deixa de  brincar, os pais devem ficar atentos e estabelecer limites", explica o psicólogo e terapeuta familiar Ildo Rosa da Fonseca, de São Paulo. AnaMaria entrevistou vários especialistas para saber até que ponto a vaidade em excesso pode prejudicar o desenvolvimento e a saúde dessas pequenas mulheres.

Sua filha quer se maquiar, pintar o cabelo, se depilar? Veja a opinião dos médicos

Criança tem que ser criança!

Que menina nunca vestiu o sapato de salto da mãe e se borrou de batom? "Faz parte da infância e da fantasia, mas não todos os dias. A menina pode usar roupas e fazer coisas de gente grande, mas ainda não está madura", explica o psicólogo Ildo Rosa. Pular a infância é o mesmo que querer ler antes de aprender a falar. "Quando a menina brinca de boneca, está exercitando a maternidade. A garota que pula essa fase dificilmente conseguirá ser uma boa mãe. A menina que desperta sexualmente aos 8 ou 9 anos corre o risco de uma gravidez indesejada e de se tornar uma mulher infantilizada", conclui Ildo.

A responsabilidade pode ser sua?

- Fique de olho nos programas que sua filha assiste na TV.

- Participe das brincadeiras dela.

- Incentive-a a ser criança, a se sujar, se divertir e brincar.

- Observe quem são as pessoas com quem sua filha convive.

Aprenda a dizer não

Se sua filha quiser usar maquiagem e você não concordar:

- Exerça a autoridade Diga não com firmeza e carinho.

- Seja firme Persista, mesmo que ela diga que os pais das amigas deixam. Você é quem sabe o que é melhor para ela.

- Jogue limpo Não invente desculpas, como "Não tenho dinheiro" ou "Amanhã nós conversamos". Resolva na hora.

veja também