Diálogo aberto no relacionamento

Diálogo aberto no relacionamento

Atualizado: Quinta-feira, 23 Abril de 2009 as 12

O namoro cristão é a fase do conhecimento amoroso entre o rapaz e a moça. É o período de cativar e cortejar quem se ama. Normalmente, o namoro cristão visa um compromisso futuro: o matrimônio. Cristão não namora para passar o tempo, o seu maior compromisso é com Deus. Sendo assim, ele respeita a vida da outra pessoa tanto quanto a sua.

O casal de namorados precisa ter como molde para as suas vidas a família cristã. É de total necessidade priorizar um profundo amor, jamais uma paixão. É importante que o rapaz prefira uma moça que seja membro de sua denominação cristã. Isso não vale como regra, mas é certo que evitará muitos problemas futuros. Os pais devem ser comunicados, filhos precisam ser obedientes e fiéis à confiança que seus pais lhes depositam.

Muitos casais cristãos, por falta de diálogo, levam para suas casas dezenas de dúvidas que podem prejudicar, e muito, o seu relacionamento conjugal.

O namoro e o noivado não existem por acaso; esse é o tempo em que Deus vai trabalhar um para o outro. É o tempo de se conhecer, pois já no namoro nasce uma grande e forte amizade que cresce a cada dia.

O casal vai ter a oportunidades de perceber se realmente a pessoa escolhida tem chance de ser, de fato, o seu futuro cônjuge. O objetivo do namoro cristão deve ser o conhecimento mútuo e o prazer da amizade.

O casal de namorados precisa ter compromisso e propósito com Deus. A aliança desse casal no namoro é de fidelidade com o Senhor. O namoro tem que ser puro e Santo. É claro que o casal de jovens pode andar de mãos dadas e agir naturalmente, sempre respeitando um ao outro. Quando o casal decide pelo noivado, já chega à metade do caminho.

É muito importante que pelo menos alguns meses antes do casamento os dois tenham uma conversa sobre suas vidas. Assuntos como: mulher trabalhar fora, divisão de tarefas domésticas, preferência em não ter filhos logo, horário de alimentação, animais de estimação, controle de gastos da casa, entre outras dezenas de coisas, parecem ser de pouca importância, mas fazem uma diferença gigantesca entre quatro paredes.

É de extrema importância que o casal também estude, separadamente, sobre relacionamento cristão. Cada um precisa saber do seu compromisso conjugal e da sua responsabilidade com o outro.

Buscar orientação em livros sem vida, que misturam ciência com conceitos extra-bíblicos, é ignorância e só trará confusão para o casal. Dar atenção a conversas de colegas que contam “historinhas” sobre a área sexual é escancarar a porta para que o diabo aja sutilmente.

A vida do novo casal tem que ser constituída a partir do que eles construírem com amor, respeito e respaldo bíblico, não por influência de terceiros. Deus ama um leito sem mácula! “Honrado seja entre vós todos os matrimônios e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará." (Hebreus 13:4)

veja também