Diálogo e confiança mútua podem ajudar casais a superar diferenças

Diálogo e confiança mútua podem ajudar casais a superar diferenças

Atualizado: Quarta-feira, 30 Março de 2011 as 10:57

A capacidade de lidar com divergências comuns em qualquer relacionamento amoroso varia de casal para casal. Muitos têm dificuldades para driblar as adversidades que surgem no dia a dia e, assim, evitar maiores desgastes. Quando uma das partes envolvidas detecta um sinal de alerta o ideal é procurar manter o diálogo.

Não dar importância aos pequenos detalhes, não corrigindo o que precisa ser mudado, pode ocasionar conflitos maiores ainda. “Problemas aumentam de tamanho quando não confrontados. Eles são como um tanque de roupa suja; se não lavar hoje, amanhã tem mais”, afirma o psicólogo Silmar Coelho.

Ele lembra que diante de uma situação complicada, entretanto, o casal precisa entender que homens e mulheres agem de formas diferentes. Por essa razão, nem sempre é simples fazer com que o parceiro entenda o que o outro sente. Assim, na hora da raiva, algumas pessoas perdem o controle e, consequentemente, a razão.

“Uma conversa sincera é importante, sem agredir ou culpar, mas sim explicando o que se sente. O que acontece, muitas vezes, é que homens e mulheres não enxergam o problema de forma semelhante. Um bom exemplo é falar sobre os sentimentos, uma vez que cada um manifesta de uma forma diferente”, aponta Coelho.

A mulher precisa ouvir que é amada

O psicólogo explica que o homem acha que provendo as necessidades da mulher está dizendo que a ama. Porém, para a mulher essas coisas não bastam, pois ela precisa ouvir o tempo todo que é amada, já o homem não. “A exposição de sentimentos é um dos motivos de discussões entre alguns casais”.

A verdade é considerada a base fundamental para a construção de um relacionamento. Contar o que acontece aumenta a confiança. No entanto, o especialista explica que a decisão de falar ou deixar de falar algo deve ser analisada dentro da situação e de acordo com a personalidade do parceiro. “Em alguns casos, as pessoas falam mais do que o necessário, o que pode trazer problemas para a vida do casal. Um bom exemplo são informações que não vão agregar em nada na vida do outro, mas que, em contrapartida, podem provocar ciúme e brigas. É preciso haver bom senso antes de dizer coisas desnecessárias”, orienta.

Para o psicólogo, uma relação saudável é construída todos os dias, com pequenos gestos e atitudes de respeito e amor. Apesar de os problemas entre os casais serem inevitáveis, ele acredita que vale o esforço e a tentativa para superá-los e fazer a relação ser melhor a cada dia.  

veja também