Dicas de segurança para orientar filhos adolescentes on-line

Dicas de segurança para orientar filhos adolescentes on-line

Atualizado: Segunda-feira, 6 Abril de 2009 as 12

É normal que os adolescentes mais jovens passem por períodos de baixa auto-estima, procurem aprovação dos amigos e sejam reticentes para aceitar os princípios de seus pais. Os adolescentes mais velhos precisam da identidade do grupo e independência e tendem a conciliar seus valores de família com os dos companheiros. Ao final da adolescência, os filhos também amadurecem e estão preparados para interagir intelectualmente com o mundo. Em geral, os adolescentes são receptivos a novas idéias, só necessitam de experiência de vida para julgar sua validade. É importante que os pais continuem orientando o uso da Internet de seus filhos adolescentes.

Atividades que os adolescentes realizam on-line

Os adolescentes baixam música, utilizam mensageiros instantâneos, e-mail e jogam games on-line. Eles também acessam sites de busca para procurar por informação na Internet. A maioria visita salas de bate-papo e muitos participam de conversas de adultos ou em salas privadas. É muito provável que os jovens dessa faixa etária ultrapassem os limites e procurarem por humor obsceno, violência, apostas ou sites de pornografia. As adolescentes podem ser mais propensas a conversar on-line e, portanto, ficar mais suscetíveis a receber propostas sexuais on-line.

Sugestões de segurança:

A seguir oferecemos algumas sugestões de segurança para levar em consideração ao orientar seus filhos adolescentes on-line:

- Crie uma lista de regras domésticas para a Internet com seus filhos adolescentes. Você deve incluir os tipos de site que ultrapassam os limites, horas de Internet que eles podem usar ao dia e diretrizes para a comunicação on-line, o que inclui a comunicação em salas de bate-papo;

- Mantenha o computador conectado à internet fora dos dormitórios dos adolescentes. Opte por deixá-lo à vista, como em uma sala de estar;

- Fale com seus filhos sobre os contatos com quem ele conversa on-line do mesmo modo como sobre outros amigos e atividades. Fale com seus filhos adolescentes sobre sua lista de mensagens instantâneas e certifique-se de que não falem com estranhos;

- Conheça as ferramentas de filtro da Internet (como a proteção infantil da MSN Premium) como complemento e não substituição da supervisão paterna;

- Procure conhecer as salas de bate-papo e comunidades que seus filhos adolescentes visitam e com quem falam on-line. Estimule-os a utilizar salas de bate-papo supervisionadas e insista para que permaneçam em áreas públicas da sala;

- Fixe que eles nunca devem marcar um encontro pessoal com um amigo virtual;

- Ensine seus filhos adolescentes a nunca expor suas informação pessoal ao utilizarem e-mails, salas de bate-papo, mensagens instantâneas, quando preencherem formulários de registro e perfis pessoais e quando participarem de concursos on-line;

- Ensine seus filhos a não baixarem programas, músicas ou arquivos sem sua permissão. Se eles compartilharem arquivos, textos ou desenhos é bom que saibam como não infringir leis de direitos autorais ou cometer algo ilegal;

- Estimule seus filhos adolescentes a informarem a você se algo ou alguém on-line os incomodar ou ameaçar. Mantenha a calma. Lembre-os que eles podem contar com você para esses assuntos. Obtenha mais informações sobre como lidar com os predadores on-line e com os intimidadores;

- Fale com seus filhos adolescentes sobre o conteúdo para adultos e a pornografia on-line e mostre a eles sites positivos sobre saúde e sexualidade;

- Ensine-os a se proteger do spam. Peça a eles que não dêem seu endereço de e-mail, que não respondam ao spam e que utilizem filtros de e-mail;

- Conheça os sites que seus filhos adolescentes visitam com freqüência. Certifique-se de que seus filhos não visitam sites com conteúdo ofensivo nem enviam informação pessoal ou fotos deles;

- Ensine seus filhos a terem um comportamento on-line responsável e ético. Eles não devem utilizar a Internet para divulgar boatos, incomodar nem ameaçar os outros;

- Certifique-se de que seus filhos adolescentes consultem você antes de efetuarem transações on-line, o que inclui pedido, compra ou venda de um artigo;

- Debata com seus filhos adolescentes sobre as apostas on-line e seus possíveis riscos. Lembre-os de que é ilegal fazer apostas on-line.

veja também