Diga não à pornografia e à masturbação!

Diga não à pornografia e à masturbação!

Atualizado: Quarta-feira, 1 Julho de 2009 as 12

Há duas formas de lidar com esses impulsos sexuais da adolescência: a forma certa e forma errada. Infelizmente, a maioria dos adolescentes sempre opta pela forma mais errada. E, às vezes, não por sua culpa, mais por falta de instrução.

As formas erradas se entrelaçam formando um círculo vicioso. A primeira forma errada como o adolescente tenta lidar com os seus impulsos sexuais é dizendo um sim irrestrito para eles - para todos os seus desejos. E o adolescente faz isso de diversas maneiras e numa escala crescente e sem volta. Ele começa a descer esta espiral dos desejos dos impulsos até cair no abismo da depravação sexual – que é uma deformidade moral, psicológica e mental terrível.

Pornografia

Quando o adolescente abre concessões para a excitação sexual e diz sim para os seus impulsos, a primeira coisa para qual ele também diz sim é a pornografia. Pornografia é a prostituição sexual veiculada por fotos ou figuras, imagens (que podes ser por televisão ou cinema) ou escrita – que são aquelas revistas que trazem histórias ou fantasias sexuais.

A pornografia é uma forma errada de responder aos impulsos sexuais da adolescência. Ela não acalma esses impulsos, pelo contrario, ela os faz cada vez mais fortes. Ela não dá equilíbrio, ela desequilibra mais ainda. Ela não minimiza o nosso desejo de sexo, ela apenas intensifica esse desejo.

A Palavra de Deus condena essa forma de lidar com a excitação sexual da adolescência. Em Mateus 5:28, Jesus diz: "qualquer um que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração já adulterou com ela".

Olhar para uma mulher com fantasias eróticas já é adultério. Existem outros textos contra a pornografia, mais que o tempo não nos permite, agora, verificarmos. Mas aí, está a lista: I Co 6:18; II Co 7:1; I Tessalonicenses 4:4-6.

A pornografia é uma depravação sexual – um desvirtuamento do sexo. Ela transforma o sexo num produto de comércio. E ela destrói os valores morais e espirituais da pessoa, bem como abala as estruturas psicológicas e cria uma disfunção mental, escravizando a pessoa às fantasias eróticas.

Aí, vem o próximo passo, a segunda forma errada de se responder à excitação sexual da adolescência.

O primeiro passo errado foi o sim da aceitação dos desejos e dos impulsos da excitação sexual. O próximo passo é a viabilização desses desejos. O adolescente viabiliza os meios para satisfazer os desejos sexuais, ele alimenta, ele mune, ele nutre a sua excitação sexual com imagens e fantasias eróticas.

O próximo passo errado é a execução dos desejos sexuais. É a famosa masturbação.

Masturbação

O que é masturbação? Masturbação é uma palavra que vem do latim manus que quer dizer mão, e turbare que quer dizer agitar, excitar. Então masturbação quer dizer excitar-se com a mão, ou fazendo uso da mão.

A Bíblia não fala diretamente sobre masturbação. Por erro de interpretação da igreja católica, convencionou-se erradamente a masturbação com o texto de Gn 38:9, onde Onã, filho de Judá, interrompia a relação sexual, ejaculando fora da vagina da viúva de seu irmão, quebrando assim a lei do levirato.

A partir desse erro de interpretação, passou-se também a nomear essa pratica de Onanismo.

Existem duas formas de se classificar a masturbação. Classifica-se a masturbação pelos instrumentos com os quais a pessoa pratica a masturbação, ou pelos fatores causais.

De acordo com os instrumentos usados na sua execução, a masturbação, pode ser classificada da seguinte maneira:

a) Muda: que é o excitamento por pensamentos, leituras ou contemplação;

b) Manual: que é o excitamento com as mãos nos órgãos sexuais;

c) Instrumental: que é a excitação obtida através de instrumentos.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também