Empresas preferem contratar mulheres que não têm filhos

Empresas preferem contratar mulheres que não têm filhos

Atualizado: Segunda-feira, 10 Outubro de 2011 as 8:06

De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa Regus, os empregadores preferem contratar quem não tem filhos. Profissionais de mais de 10 mil empresas no mundo inteiro foram ouvidos, entre agosto e setembro de 2010. Segundo o estudo, caiu em um quinto a quantidade de empresas que desejam contratar mulheres com filhos, em comparação ao mesmo período do ano anterior.  

O resultado aponta que 36% das empresas contratariam profissionais com filhos, contra 44% anteriormente. No Brasil, onde cerca de 57% das empresas desejam aumentar o quadro de funcionários, apenas 38%  manifestam interesse em contratar quem tem filhos.

Os motivos, basicamente, incluem desde a preocupação dos empregadores com uma possível nova gestação – o que levaria a funcionária a tirar licença-maternidade, correndo o risco de ficar desatualizada –, até o receio deles com relação ao comprometimento delas no trabalho. Na visão de muitos empresários do mundo todo, mulheres com filhos correm mais risco de não se comprometerem profissionalmente e demonstrarem menos flexibilidade do que os outros funcionários. Outros acreditam que elas podem largar o emprego após treinamentos no trabalho para ter outro filho. Com relação aos empregadores brasileiros, a maior preocupação diz respeito à licença-maternidade e ao fato das mães ficarem desatualizadas profissionalmente. 

A boa notícia é que muitas empresas (56%) dão bastante importância às profissionais quando retornam ao trabalho. Elas valorizam essas mulheres porque acreditam que possuem habilidades difíceis de serem encontradas no mercado.

veja também