Encontro com o casamento

Encontro com o casamento

Atualizado: Terça-feira, 24 Julho de 2012 as 10:02

Na edição de 13 de junho de 2012, a revista semanal Veja publicou uma entrevista com Fátima Bernardes. A apresentadora global saiu do Jornal Nacional da TV Globo (sinceramente, não pensei que isso aconteceria), para se aventurar em um programa de entrevistas, chamado Encontro com Fátima Bernardes.

A conversa girou, é obvio em torno da nova fase de vida. Das expectativas em torno de seu novo projeto. Que, aliás, vem perdendo audiência para o SBT. Mas, o que me chamou a atenção na entrevista (em que 90% girou em torno de futilidades) não foi nada a respeito de seu programa, novo visual, mas uma frase. E por incrível que pareça, uma frase sobre casamento.

O repórter da VEJA, Marcelo Marthe, lhe perguntou: “Sua saída do Jornal Nacional alimentou rumores sobre uma crise no casamento com William Bonner. As especulações a incomodam?” Fiquei na expectativa do que ela responderia, e me surpreendi. Ela disse: “O boato sobre separação é sazonal, como geada. As pessoas não se conformam com um casamento feliz de 22 anos, né?” Fiquei boquiaberto com sua resposta, e vi que realmente na cabeça da maioria das pessoas de hoje, coisas duradouras não fazem parte de seus “universos”.

A frase de Fátima gira em torno de duas coisas. Em primeiro lugar, sobre a duração do casamento. Devemos lembrar de que o normal é só haver separação pela morte. Em segundo lugar, sobre felicidade conjugal. É possível ser feliz mesmo que seja com a mesma pessoa.

Jesus sempre falou que isso era possível. Jesus sempre acreditou no casamento. Aliás, não só Jesus, mas O Pai e o Espírito. Veja o pensamento de Deus desde o início: Portanto, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e eles serão uma só carne (Gn 2.24 AS21). Deus é o “arquiteto” do casamento, entre homem e mulher, assumindo a responsabilidade da relação e unidos em essência.

Jesus, quando encarnado, nos alertou sobre o casamento relembrando as palavras do Gênesis (veja Mateus 19.1-5). O Senhor ainda acrescentou as palavras, falando sobre a durabilidade do casamento:Jesus respondeu: Não lestes que desde o princípio o Criador os fez homem e mulher, e ordenou: Por isso o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher; e serão os dois uma só carne? Assim, não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu o homem não separe (Mt 19.4-6). Quando um homem e uma mulher casam, fazem isso com a permissão divina. Portanto, devem obedecer a Deus e não à dureza de seus corações (veja Mt 19.7-8).

Casamentos duradouros não são coisa do passado, é projeto de Deus. A frase de Fátima questiona nosso ponto de vista: “cremos ou não no casamento?”. E uma pergunta vem à mente: “Como está seu casamento? Você responderia que vive feliz?” Saiba que Deus é maior interessado que ele dure a vida inteira!

 

por Andrei C. S. Soares

veja também