Ensine o seu filho a lidar bem com dinheiro

Ensine o seu filho a lidar bem com dinheiro

Atualizado: Segunda-feira, 25 Abril de 2011 as 11:49

Na loja, seu filho pede um brinquedo e você diz que não pode comprar. Como fazer isso sem sentir culpa e ainda evitar que a criança insista? "Explique que você precisa comprar outras coisas com o dinheiro: levar algo que não estava precisando pode impedir um passeio com os amigos no mês que vem, por exemplo", sugere o economista Marcos Silvestre, especialista em finanças pessoais.

Aprender cedo a lidar com dinheiro transforma crianças em adultos com uma vida financeira tranquila. Para isso, faz toda a diferença a forma como as coisas são faladas e, claro, dar o exemplo. Confira abaixo outras dicas de como falar do assunto com seu filho.

· Se você está sem dinheiro

Não diga:   "Mamãe não tem como pagar as contas". Isso causa muita confusão. As crianças que crescem num ambiente com problemas financeiros tendem a se tornar pessoas que economizam demais ou gastam rapidamente.

Prefira:   explicar com clareza (e calma) o que está acontecendo e mostrar como a criança pode ajudar - apagando as luzes dos cômodos vazios, por exemplo.

· Quando seu filho pergunta quanto você ganha

Não diga:   "Isso não te interessa". Não responder passa a ideia de que ganhar muito ou pouco é motivo de vergonha. Ele pode achar que você esconde o valor só para não comprar o que ele quer.

Prefira:   contar não só seu salário, mas também mostrar os gastos da família para que ele entenda melhor as limitações. Diga que isso deve ser um segredo entre vocês.

· Quando ele reclama que você trabalha demais

Não diga:   "Trabalho tanto para pagar sua comida e seus brinquedos!". Porque ele se sentirá culpado por você trabalhar tanto e nunca poder ficar em casa brincando com ele.

Prefira:   lembrá-lo de que trabalhar é necessário para manter o conforto e realizar sonhos. Se ele sente sua falta, estabeleça um horário para brincar sem falar em trabalho.

·  Se ele pede algo que você não pode comprar

Não diga:   "Tá bom, filho, mas vai ser só dessa vez...". Quando você cede à insistência, a criança aprende a chantagear e manipular. Ao manter o "não", você ensina que não se pode ter tudo e que é importante escolher bem.

Prefira:   dar valor a "sins" e "nãos" - e ser firme para mantê-los, mesmo sob insistência. Explique que há outros gastos além de brinquedos e que seu filho precisa aproveitar os que já tem.  

veja também