Entrevista - Edmilson Mendes: o papel do jovem no mundo de hoje

Entrevista - Edmilson Mendes: o papel do jovem no mundo de hoje

Atualizado: Quarta-feira, 3 Dezembro de 2008 as 12

Por João Neto

Pastor da Igreja Adventista da Promessa, publicitário e autor de livros que falam sobre temas jovens, Edmilson Mendes teve a oportunidade de falar mais sobre a importância da juventude cristã na sociedade atual e a influência que ela pode exercer, dentro e fora da igreja, caso esteja bem preparada. Em entrevista ao Portal Guia-me, o escritor falou sobre as intenções de seu projeto ''Mostre Atitude'', os resultados de seus livros publicados e o papel do jovem na sociedade atual.

Guia-me: O seu projeto ''Mostre Atitude'' tem a intenção de colocar a juventude cristã como a boa influência, resistindo às pressões do mundo. Você acredita que o jovem tenha alguma força especial para isso?

Edmilson Mendes Com certeza. Os jovens, queira ou não, são a geração mais contestadora e, especificamente, a geração do século 21 é caracterizada por grandes questionamentos. Tudo é questionado. Não adianta você falar para eles que pode ou não pode. Isso tem que ser muito bem argumentado, senão eles não estão satisfeitos. O ''Mostre Atitude''  tem essa intenção. De qualquer forma, ''atitude'' é uma palavra forte, até emprestada de movimentos radicais e tem a ver com toda essa sede da moçada, da energia que eles têm.

Guia-me: Em seu site, você dá espaço para o jovem sugerir temas a algumas de suas publicações. Qual o efeito que esta medida tem causado no seu ministério?

Edmilson Mendes O retorno é muito grande. São inúmeros testemunhos de transformações e até mesmo vindo de públicos para os quais os livros não foram direcionados. Por exemplo, pelo último livro ''Aliança'', muitos casais estão dando retorno, até mesmo aqueles que já estão casados, lêem e se identificam. Conversões - apesar da proposta do livro não ser esta -, mas tem gente que chega ao final da leitura aceitando a Cristo. Isso tem sido muito legal. Esse retorno chega a mim por e-mail, pessoalmente, por carta, retorno de gente que nunca me viu, mas o livro tem isso: ele vai aonde a gente não consegue ir.

Guia-me: Além de pastor, você é publicitário. Até onde a experiêcia adquirida com isso participa do avanço do seu ministério?

Edmilson Mendes: A parte da minha vocação profissional, que eu uso no meu ministério, é simplesmente a ferramenta da comunicação. Eu cuido do marketing da Igreja que pastoreio, faço questão de cuidar de toda a direção de arte das capas dos meus livros, mas acho que esse é o limite. Porque em um ministério [palavra, pregações] não adianta ser publicitário, engenheiro, etc. Tem que se submeter a Cristo.

Guia-me: De modo geral, os jovens cristãos já estão prontos para mostrar a atitude desejada fora da Igreja ou ainda precisam ser trabalhados nesse sentido?

Edmilson Mendes: Em sua maioria, eles precisam ser trabalhados. Eu acho que a igreja evangélica brasileira - não simplesmente a denominação à qual eu faço parte - tem um clamor, um anseio por avivamento. Nas minhas andanças pelo Brasil, eu encontro pessoas avivadas, percebe-se que aquela pessoa está passando por uma revolução interior, comprometida com o Reino, mas eu não vejo uma denominação inteiramente avivada. Mesmo dentro das igrejas, as pessoas precisam passar por uma experiência, conversão, volta ao primeiro amor, entrega a esse Deus, confiar nEle, para realmente sair e fazer a obra que tem que ser feita.

Guia-me: Você publicou um texto no canal de ''Jovem'' do Guia-me , que alerta sobre um futuro preocupante quanto ao ecossistema. Os jovens também têm um papel importante para a mudança deste quadro?

Edmilson Mendes: Com certeza e até mais do que os crentes de meia idade para frente, porque o jovem está, mais do que nunca, altamente antenado, pesquisando muito, acessando muito a internet. Na Igreja que eu pastoreio, 90% deles estão em universidades, tem jovem fazendo a segunda faculdade, são caras muito bem informados. Se eu escrevo lá na coluna, eles estão ouvindo os professores deles sobre toda essa questão ecológica que está acontecendo no nosso planeta. Todo mundo sabe das catástrofes que são anunciadas, devido a toda a ingerência dos nossos governos e dos cidadãos também. Esta é uma parte que o jovem está sabendo. A gente só precisa conseguir fazer a conexão da Palavra com tudo o que está ocorrendo no nosso tempo.

Guia-me: Então, essa também é uma oportunidade de mostrar atitude?

Edmilson Mendes: É posição de quem tem o evangelho de Cristo, saber dialogar com a sua cultura sem violentar o denigrá-la, mas valorizando-a. Porque não somos inimigos da cultura, nem queremos demonizá-la, como muita gente faz. Se o jovem conseguir fazer essa ponte, é um grande instrumento nas mãos de Deus.

veja também