Envolvimento do pai é indispensável em cada fase da gestação

Envolvimento do pai é indispensável em cada fase da gestação

Atualizado: Quinta-feira, 8 Agosto de 2013 as 3

paiA tão sonhada gravidez agora é realidade. Agora, todos os cuidados são voltados para a mamãe e para o bebê que, daqui a nove meses, virá ao mundo. Durante esse período, as mudanças são inevitáveis na vida de toda a família e, sobretudo, na mulher. Dentre tantas alterações físicas e hormonais, é comum, no entanto, que muitas gestantes, apesar de radiantes de felicidade, fiquem mais sensíveis e sintam uma necessidade muito maior de apoio e atenção do companheiro.
 
Segundo a ginecologista e especialista em Reprodução Humana da Criogênesis, Dra. Paula Bortolai, ao longo da gestação, o envolvimento do futuro papai é indispensável tanto para a formação de um vínculo com o filho, mesmo com o bebê ainda dentro do útero, quanto para a mulher, que compartilhará com o marido as emoções desta fase da vida. “É importante lembrar que a gravidez é do casal, e não apenas da mulher. Por isso, durante o pré-natal, por exemplo, o cuidado do pai com a gestante envolve, entre outras coisas, atenção e compreensão quanto às modificações estruturais e psicológicas da mulher, acompanhamento em consultas médicas e exames e compartilhamento de responsabilidades, para que ambos não fiquem sobrecarregados e, claro, possam aproveitar juntos estes momentos únicos”, explica.
 
Segundo a especialista, o pai engajado colabora para o desenvolvimento físico e psicológico do bebê, além de transmitir à esposa afeto e segurança, fazendo com que ela se sinta muito mais preparada para acolher o recém-nascido. E após o nascimento do bebê, o homem pode e deve auxiliar diretamente nos cuidados básicos, como trocar fraldas, alimentar, dar banho, levar para passear e, principalmente, participar das consultas ao pediatra. A Dra. Paula acrescenta que, essas tarefas podem parecer difíceis, principalmente para os pais de primeira viagem. “Sabemos que os filhos não vêm com manual de instruções, entretanto, o homem não deve ter vergonha de conversar com especialistas, com amigos ou fazer pesquisas em revistas, livros. Vale ressaltar que a aprendizagem vem com a prática, e as mamães também passam por isso. Portanto papais, lembrem que, comprometimento, apoio e muito amor são imprescindíveis para mãe e filho”, destaca.
 
 
Fonte: Assessoria da Criogênesis
 

veja também