Especialista responde aos receios sobre cirugia plástica

Especialista responde aos receios sobre cirugia plástica

Atualizado: Quarta-feira, 12 Novembro de 2008 as 12

Quando o assunto é plástica, desejo e medo costumam caminhar lado a lado. Enquanto sonham com a harmonia que o procedimento poderá trazer e seu impacto psicossocial, os candidatos à cirurgia podem vivenciar quadros de insegurança. "É natural que o paciente apresente temores, especialmente se é a primeira vez que é submetido a uma cirurgia. Cabe ao médico assistente criar um espaço para o diálogo, apresentando respostas claras, precisas e reais para cada questionamento", descreve Dr. Fausto Bermeo, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

A anestesia é citada como um dos principais fatores de ansiedade. Clínicas bem equipadas e a atuação de anestesiologistas experientes são imprescindíveis à segurança do procedimento. "O grande número de cirurgias plásticas no Brasil acabou formando anestesiologistas que conhecem muito bem as particularidades das plásticas, o que é muito benéfico", destaca Dr. Fausto. A avaliação pré-cirúrgica criteriosa é outro aspecto importante para a minimização de riscos. "Os exames revelam a condição de saúde do paciente", comenta o médico.

O medo de sentir dor também ronda a mente dos candidatos. "Hoje, o desconforto de grande parte das cirurgias é tolerável. Mas é necessário deixar claro que há procedimentos que geram um incômodo maior", afirma. Em especial, ele destaca a lipoaspiração na região das costas e os procedimentos de grande porte - como os que são realizados nos ex-obesos mórbidos "A prescrição de analgésicos colabora para o controle da dor", explica Dr. Fausto.

As cicatrizes integram a lista de preocupações. "A boa cicatrização não acontece por acaso. Ela advém de cuidados específicos durante a intervenção e da estrita observação das recomendações médicas no pós-cirúrgico", descreve. O resultado final será visto após de um a três meses. Enquanto isso, o paciente deve manter a região higienizada e sem tensão e deve, ainda, evitar a exposição ao sol.

Uma dos mais recentes receios dos pacientes é a embolia. Ela ocorre quando um coágulo formado em uma artéria ou veia se desprende, atingindo um grande vaso ou o pulmão. Mais uma vez a anamnese pré-cirúrgica é vital. Pacientes tabagistas, sedentários, portadores de grandes varizes e as usuárias de contraceptivo oral merecem atenção maior e cuidados redobrados antes, durante e após o procedimento. A incidência é muito reduzida - menos de 0,5%, mas por se tratar de uma intercorrência grave, os especialistas avaliam cuidadosamente os riscos.

Como cada vez mais homens recorrem aos procedimentos estéticos, fica a dúvida se eles as mesmas preocupações que as mulheres. "Eles se preocupam sim, mas com aspectos diferentes. Enquanto elas ficam mais apreensivas em relação ao procedimento, eles estão atentos ao resultado final", conclui Dr. Fausto.

veja também