Eu sou salvo?

Eu sou salvo?

Atualizado: Segunda-feira, 3 Janeiro de 2005 as 12

  Simei Gonçalves

[email protected]

  O que será a vida após a morte? a eternidade? e como ter convicção da salvação?

São inquietações que passam pela mente de qualquer pessoa, seja adolescente, jovem, adulto ou idoso. Filósofos famosos como Martin Heidgger, Jonh Pool Satre encerraram seus discursos e teorias na vida física e terrestre, não se sentindo no direito de prever o que se passa depois que o coração deixa de bater. Nesta questão está a grande singularidade do evangelho apresentado por Cristo Jesus, na Bíblia. Há uma garantia da vida após a morte, de como ela será e quem pode ter certeza dela. Considerando que a cada dia vivido, mais próximo se está da morte, você adolescente pode questionar: "Como saber então se sou realmente salvo?" O fato de freqüentar a igreja assiduamente, ler a Bíblia, orar, ter comunhão com os irmãos, não roubar, não matar, não freqüentar baladas, não usar drogas, não beber, seriam garantias ou indicação de estar ou ser salvo? A resposta é não. Essas atitudes são conseqüências de ser salvo, mas não o que justifica sua salvação. A Bíblia diz que a fé em Cristo Jesus como único Salvador e Senhor é que garante a salvação. Naturalmente uma nova maneira de viver vai surgir em razão desta fé e não que a maneira de viver diferente garanta a salvação. Há pessoas que não acreditam em Jesus como Salvador, não praticam nada da lista de atitudes acima e ainda assim não são salvas. Boas atitudes e boas obras não levam ninguém ao céu, não garante uma vida eterna com Deus. Além da fé em Jesus, uma outra forma de saber se você é realmente salvo é o quanto você tem convicção própria para dizer isto. Ninguém além de você pode garantir sua salvação ou afirmar sua salvação por você. O Espírito Santo vivendo dentro de você é que te da autoridade para dizer e crer que você é realmente salvo em Jesus. Quem afirma ser salvo vive a vida condizente com esta salvação. Ser salvo é viver cada dia como se Jesus voltasse agora, é viver em constante vigilância e   tranqüilidade ao mesmo tempo, certo de que tudo está nas mãos de Deus Pai, que deu início e dará fim a história, da sua vida e da humanidade. Valorizar tudo que se refere ao reino de Deus como a igreja e sua palavra são características marcantes da vida do salvo. Há prazer e alegria abundante em quem desfruta a salvação em Deus através de Jesus. Você tem direito e liberdade de fazer o que quiser, mas com certeza vai escolher o que convém a você como filho de Deus. O fato de ser filho de Deus te faz ser uma pessoa diferente, que fala diferente, que se veste diferente, que brinca diferente, que escolhe e valoriza as coisas de maneira diferente. Esta é a razão pelas quais muitos adolescentes não cristãos, não entendem o adolescente cristão. Ocorre uma inversão de valores e no modo de pensar no adolescente que tem Jesus e que é salvo, que o faz fazer escolhas e ter preferências muito diferentes do adolescente não cristão. Isto não significa que ele não vive ou deixe de curtir a vida; pelo contrário, o adolescente salvo é que vive a vida de forma plena. Será que você está aproveitando a vida realmente como    poderia ou deveria? Se você pode dizer com convicção que é salvo em Jesus, ótimo, você está vivendo a vida. Mas se você não tem confiança em afirmar isto, é uma pena. A tanto que a vida pode lhe oferecer e você está perdendo, pense nisto e decida pela salvação em Jesus. Leia também Não seja telespectador, participe da guerra Estagiando no inferno Adolescente você é marcado por Cristo? Eu sou salvo?  

veja também