Feliz no amor, triste na balança

Feliz no amor, triste na balança

Atualizado: Sexta-feira, 5 Novembro de 2010 as 1:58

Fatores emocionais

O estresse, mais uma vez, pode ser o causador de você ter de trocar a calça 38 pela 40. "Com o casamento, ocorre uma mudança de papéis. Mesmo sendo, geralmente, uma mudança positiva, ela está associada à tensão de morar com alguém que tem hábitos diferentes dos seus", lembra Marco Antônio de Tommaso, psicoterapeuta especializado em transtornos alimentares e emagrecimento (SP). E a ansiedade pode ser descontada na comida - nunca na alface ou na aveia, mas sim no que te dá mais prazer, como chocolate e hambúrguer. Sem contar que algumas mulheres começam a ter preocupações financeiras que antes, na casa dos pais, não tinham.

Pode parecer machista e retrógrado, mas é fato que a maioria das mulheres fica com uma pontinha de sensação de dever cumprido ao se casar ou entrar em um relacionamento sério. "A fase da competição acaba", diz o psicoterapeuta. Se antes existia a vontade de ter alguém para dividir a vida e era necessário conquistar esta pessoa, agora, teoricamente, a procura terminou. "Sei que relaxei e acomodei depois de me casar", confessa a analista de atendimento Sheila Dantas, 31 anos. "Depois do casamento, entram outras preocupações, como casa, gravidez, filho. Parece até que elas precisam ficar largadas para dar conta da casa", analisa Eliana Moreira, psicóloga e terapeuta familiar (SP).

Não podemos esquecer que temos de ser bonitas e saudáveis pela nossa autoestima e não pelo amado. "Não tem o menor cabimento se acomodar. Até porque, com o tempo, o metabolismo fica mais lento. Atividade física e controle alimentar são para o resto da vida", determina Marco Aantônio de Tommaso.

"Conquistei minha liberdade. Podia fazer e comer o que quisesse. E paguei o preço por isso", lamenta a analista de atendimento Sheila Dantas, que engordou 10 quilos em pouco tempo de casamento. Sheila nem de longe é uma exceção. O credo popular de que casar engorda ganhou nova comprovação científica com recente estudo da Universidade de Queensland, na Austrália, publicado no jornal norte-americano The New York Times. Eles acompanharam mais de 6 mil mulheres com o peso normal, inicialmente entre 18 e 23 anos, por um período de dez anos.

Os resultados não deixam dúvidas: aquelas com companheiro e filhos engordaram em média 9 quilos; as que tinham um companheiro, 7 quilos; e, por último, as solteiras sem filhos acrescentaram 5 quilos. Ainda não há um consenso entre os cientistas para explicar o porquê do aumento de peso maior entre as mães. A explicação mais aceita é fisiológica - o corpo se ajusta metabolicamente com o excesso de peso e é mais complicado reverter este processo, ainda mais depois de dar à luz. Agora, as mulheres sem filhos que engordam depois de se amarrarem ao amado não têm esta desculpa. A mudança que leva às gordurinhas extras é, sem dúvida nenhuma, comportamental.

De olho nos hábitos

Se a cabeça muda com um compromisso sério, o dia a dia, então, nem se fala. "Depois do casamento, cada fim de semana era na casa de uma pessoa para almoçar. Tinha de visitar cada padrinho, toda a família, e sempre com comida na mesa", relembra Rosa Maria da Silva, cantora, 34 anos, que aumentou 12 quilos na balança. Consciente do problema, ela já está tentando reverter o prejuízo. "Só parei de fingir que não enxergava os quilos a mais quando as pessoas começaram a comentar que eu tinha engordado", confessa. Além das visitas, tem os casais que aprendem a cozinhar e adoram a brincadeira - cada dia é um prato novo e irresistível.

O gasto calórico também costuma diminuir. Antes era preciso um deslocamento para o casal se encontrar. Agora, basta ir do quarto para a sala e da sala para a cozinha. O dinheiro que ia para a academia também pode ter destinos mais "importantes", como a reforma do banheiro ou aquela máquina de lavar nova. E dá para manter a forma sem bancar a chata e mudar toda a programação que o seu gato fez pra vocês? Fernanda Furmankiewicz, nutricionista da rede de academias Cia. Athletica (SP), jura que sim! Veja as sugestões dela:

Quando for jantar fora ou fazer um jantarzinho em casa, prefira um prato leve e saboroso. Fale com jeitinho que os mimos que ele te dá não precisam ser de chocolate. Flores têm o mesmo efeito e não são de comer! Nunca coma a mesma quantidade que o seu amor. Ele provavelmente é maior que você e, certamente, tem o metabolismo mais acelerado. Na escolha dos programas, que tal fazer uma caminhada no parque ou na praia em vez de passar a tarde no cinema ou em um barzinho? É importante ter hobbies saudáveis, como praticar esportes. Escolha um que seu namorado também goste e aí vai ficar mais fácil . Se não forem viajar no fim de semana, não deixe de praticar esportes e não abuse de bebidas alcoólicas e petiscos calóricos. Solteiras são mais magras?

Além daquela ideia de que mulher solteira precisa ficar mais bonita para conseguir alguém para chamar de seu, ter um namorado ou marido demanda tempo - tempo este que pode ser usado para ir à academia, por exemplo. Mulheres solteiras também costumam sair menos para jantar do que as comprometidas e podem apresentar um hábito que ajuda bastante a gastar calorias, o de sair para dançar.

"Existe uma construção social que diz que as mulheres têm de se manter bonitas e magras para ter um homem que se interesse por elas.Com os homens, isso não acontece. Eles paqueram a mulher mais bonita do mundo, não importa se são feios ou não", diz Eliana Moreira, psicóloga. A designer Tathiana Freitas Lemes, 28 anos, solteira, encontrou no término do namoro uma maneira de entrar em forma. "Passei a ir para a academia todos os dias, porque ali eu não pensava em nada", lembra Tathiana, que eliminou 10 quilos desde então e jura que quer se apaixonar de novo, mas nunca mais encontrar o peso perdido.

Ela conseguiu!

A arquiteta Luciana Uehara Kanashiro, 29 anos, tem sorte, pois mora há dois anos com um namorado que tem hábitos bastante saudáveis. "Não dá muita vontade de devorar um cheeseburger com milk-shake quando seu namorado está comendo salada e bebendo água." Até para tomar o café da manhã de domingo na padaria eles dão um jeito de manter a linha - caminham cerca de 3 quilômetros para chegar lá e depois ainda vão andar de bicicleta ou correr no parque.

Eles também evitam jantar fora durante a semana e fogem de comidas congeladas e lanches. "Dá o mesmo trabalho que preparar uma salada com um grelhado. Ainda mais hoje que tudo já vem higienizado e basta ter um grill elétrico." Está vendo? Não precisa abrir mão de uma vida feliz a dois para ser magra para sempre. "O que começa como prazer, acaba virando hábito. O segredo é quebrar este piloto automático", recomenda Marco Antônio de Tommaso, psicoterapeuta. Ou seja, encontre alternativas tão prazerosas quanto e com menos calorias.

Elas também engordam

Veja as famosas que também aumentaram de manequim quando engataram um novo romance:

Luciana Gimenez

Engordou 6 quilos no segundo ano de casamento com Marcelo de Carvalho. Ele cozinha bem e a faz experimentar tudo.

Fernanda Vasconcellos

Ela era mais rechonchuda enquanto namorava o ator André Marques.

Mariah Carey

Casou em maio de 2008 e os tabloides dizem que ela teria engordado 25 quilos desde então.

Lauren Conrad

A estrela do reality show The Hills apelidou suas gordurinhas a mais na cintura de "camada de namorado".

Gwyneth Paltrow

As fofocas dizem que ela vem engordando por causa da crise em seu casamento com o vocalista da banda Coldplay, Chris Martin.

veja também