Gênio controlador

Gênio controlador

Atualizado: Segunda-feira, 27 Julho de 2009 as 12

Não há nada mais insuportável do que uma namorada ou namorado que tenta controlar os passos do outro. Se no período de namoro ou noivado já não se consegue confiar no outro, que dirá quando casados. É preciso confiar e deixar Deus agir naquilo que não se pode mudar com a convivência. Somente o Senhor tem o poder de alcançar o coração do homem e mudar seus sentimentos e sua maneira de ser.

Muitos casais de namorados sufocam um ao outro, controlando horários e exigindo um padrão de comportamento que foge completamente à natureza de ambos. Com o tempo, o relacionamento vai ficando desgastado e o que antes era um prazer acaba se transformando em uma prisão. É preciso entender que quanto maior a cobrança, maior será a distância entre os dois. É como uma bola de neve: exigir do outro gera frustração, que gera angústia, que gera desentendimento, e dessa forma nunca alcançarão comunhão e cumplicidade.

Onde existe união, Deus ordena a bênção, sendo assim, onde não há integração, concordância, cumplicidade, não há a manifestação dEle porque a casa está dividida. O próprio Jesus certa vez disse que uma casa dividida não subexistiria.

O amor é o que realmente convence. Foi através do amor que o Senhor ganhou o mundo para Ele. Conquistar é o segredo. Ninguém abandona as coisas de que gosta e com as quais já está acostumado a lidar, simplesmente porque alguém diz que aquele não é o melhor caminho. É o amor, a dedicação, a compreensão, o testemunho e um caráter transformado que vai atrair e aproximar alguém.

Deus deu o livre-arbítrio para todos. Um casal precisa compreender os benefícios da linguagem da oração na vida sentimental. Quando se entra na presença de Deus para apresentar o desejo de ser transformado, certamente Ele se adianta e toma as rédeas da situação, mudando a situação do dia para a noite. Lembre-se que a ansiedade sempre será uma péssima aliada.

veja também