Jovem nao viva fugindo de Deus

Jovem nao viva fugindo de Deus

Atualizado: Quinta-feira, 1 Dezembro de 2005 as 12

Simei Gonçalves

[email protected]

Viver no Brasil, no mundo hoje, em 2006 é um grande risco, principalmente para os jovens.

Os dias são um convite a viver fugindo da presença de Deus, fugir do que Ele quer, nem sempre considerando que cada escolha traz junta sua conseqüência.

Jonas é famoso na Bíblia, qualquer criança que freqüente alguma igreja conhece a história do homem engolido por um grande peixe; que traz as conseqüências da escolha de viver fugindo de Deus. Seu nome significa pomba. E pomba é uma ave que com muita facilidade voa, basta chegar perto dela e você identifica isto.

A ordem de Deus para Jonas, o querer de Deus pra sua vida era de  que deveria ir para uma cidade chamada Nínive, pregar o evangelho para um povo maldoso de coração e cruel.

Jonas entendeu que a incumbência era difícil, que não era comum e sentimentos como estes envolvem os que lutam por fazer a vontade de Deus, como você.

O texto bíblico mostra que ele escolheu fugir de Deus indo para Társis. A quem diga que ele fugiu por medo de que Deus perdoasse aquele povo ou por temer ser morto por eles. É uma situação tão semelhante com o medo que pode envolver os jovens que querem viver na presença de Deus, mas ao mesmo tempo temem de ser rejeitados pelos amigos, de perder os prazeres da carne, medo de perder as próprias vontades e então a escolha é viver fugindo de Deus.

É interessante notar como Jonas toma exatamente o lado oposto do que Deus manda; ele vai em direção ao ponto mais distante apontado por Deus.

Não é difícil se sentir assim, em pequenas atitudes você pode estar caminhando exatamente em sentido oposto ao que Deus quer.

Quatro conseqüências ele assume por esta escolha: primeiro pagou sua passagem para Társis, depois um vento forte assola o navio em que estava, depois  uma fortíssima tempestade que põe em risco a vida dos demais tripulantes e do capitão, a ponto de jogarem ao mar  o que traziam no navio para tentar amenizar a tempestade. Sem nada resolver Jonas é lançado ao mar.

Quando você foge do que Deus quer para sua vida, pode estar pagando caro por isto, pode estar desviando recursos que poderiam estar sendo aplicados de uma outra forma em um outro lugar de maneira proveitosa. Você gasta à toa.

O vento quando assola um determinado lugar algumas coisas acontecem: portas se batem, papéis voam e se perdem, as coisas saem do lugar, árvores são arrancadas e tantas outras coisas.

Imagine as situações soltas da sua vida nada está definido: "não sei que curso fazer, em que faculdade estudar, não sei se caso, se trabalho, se namoro, enfim as situações ficam voando quando se foge de Deus".

Na tempestade os marinheiros tiveram que se desfazer de suas roupas, comidas, mochilas quem sabe de objetos de estimação. Tudo foi lançado ao mar. Fugir de Deus é colocar em risco a perda do que amamos; mais triste do que isto são pessoas inocentes pagarem por esta escolha.

A atitude de Jonas na fuga de Deus foi dormir no porão do navio. É uma fuga que de certa forma conforta, dormir quando nada vai bem. É um conforto; só que no momento que o barco está para afundar dormir é covardia, é uma fuga vã.

Se você tem feito a escolha de fugir do que Deus quer pra você, da sua vontade pra sua vida, verifique se não está dormindo e deixando o barco de sua vida afundar.

Deus foi misericordioso com Jonas e não permitiu que ele morresse afogado; não se sabe se a mesma oportunidade será concedida a jovens como você que ainda hoje podem escolher viver na sua vontade e não fugindo Dele.

Leia também

Fé se prova com obras Sabendo escolher os amigos Jovem nao viva fugindo de Deus Vidas secas Jovem: Diferente numa geração perversa Jovem: Profissional na vida cristã  

veja também