Lentes coloridas sem grau podem trazer problemas aos olhos

Lentes coloridas sem grau podem trazer problemas aos olhos

Atualizado: Terça-feira, 19 Agosto de 2008 as 12

Recentes notícias atestam: as lentes de contato coloridas estão novamente na moda e, com isso, crescem as lesões decorrentes do uso sem orientação médica. O público feminino lidera o consumo, adquirindo-as como acessórios em óticas que dispensam a prescrição médica. "O preço do uso inadvertido pode ser elevado, indo de alterações na córnea à perda da visão", alerta o Dr. José Geraldo Pereira, oftalmologista responsável pelo Departamento de Estrabismo e Lente de Contato do Inob, em Brasília.

O especialista explica que lentes de contato, com ou sem grau, devem respeitar a curvatura do olho. Além disso, cabe ao médico verificar as condições do paciente: se tem uma boa lubrificação ocular, se é propenso a algum tipo de doença que possa ser desencadeada com o uso das lentes ou se já é portador de alguma patologia assintomática.

Outro cuidado fundamental diz respeito à assepsia. "É durante uma consulta, que o paciente aprende a fazer a higienização adequada das lentes. Embora o soro fisiológico seja utilizado, ele não é o produto mais adequado. Isso porque não previne a contaminação por bactérias", explica o médico. Os usuários devem ainda ficar atentos ao tempo máximo de uso contínuo das lentes e não devem dormir com elas.

Se a idéia é trocar com segurança a cor natural dos olhos, o primeiro passo é procurar um oftalmologista. "O uso das lentes não deve ser banalizado. Valorizar a saúde ocular é tarefa de quem preza sua qualidade de vida", sintetiza Dr. Geraldo.

veja também