Liberte-se do medo de assumir seus dons espirituais

Liberte-se do medo de assumir seus dons espirituais

Atualizado: Segunda-feira, 1 Dezembro de 2008 as 12

Com a proximidade da volta de Jesus, satanás tem vivido um infinito desespero, pois corre contra o tempo para destruir a raça humana. Dentro da sua estratégia, tem como primícia enganar os filhos de Deus, pois seu alvo maior é ferir o Criador. Uma das artimanhas usadas por ele nesse fim dos tempos é tentar confundir os dons que Jesus deixou de herança para todos os seus servos, conquistado a preço de sangue no calvário. O diabo tem tentado confundir o povo de Deus se fazendo de anjo de luz. No livro de 2 Coríntios 11:14, há o seguinte registro: " E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz".

O perigo surge como uma faca de dois gumes: se, por um lado, os filhos de Deus estão sendo enganados por espíritos imundos, que se fazem passar por "anjos de luz", imitando o que verdadeiramente é fruto da Glória de Deus, por outro, uma quantidade numerosa de cristãos se anula em buscar o sobrenatural de Deus, por medo de serem enganados.

Jesus disse: "... sede prudentes como as serpentes e símplices como as pombas" (Mateus 10:16). A ordenança da prudência vem na frente e logo depois a valorização da simplicidade. No livro de 1 João 4: 1-4, se encontra uma orientação de Deus para seus filhos no que se refere ao discernimento de espírito.

"Amados, não creiais em todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que está já no mundo. Filhinhos, sois de Deus e já os tendes vencido, porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo."

Uma pessoa que diz ter algum dom do Espírito Santo precisa mostrar frutos de uma vida reta com Deus. Uma árvore não produz frutos diferentes. "Porquanto cada árvore é conhecida pelo seu próprio fruto. Porque não se colhem figos de espinheiros, nem dos abrolhos se vindimam uvas". Lucas 6:44.

Por outro lado, ele mesmo usa a estratégia de lançar dentro do coração do cristão o medo de ser enganado, ao ponto de a pessoa duvidar dos próprios dons de Deus. O que também é um erro gravíssimo, comprometendo seriamente a vida espiritual do crente. Faz lembrar o dia em que os escribas, que haviam descido de Jerusalém, ao ver Jesus expulsando um demônio disseram que ele o fazia, porque estava com belzebu, e por belzebu expelia demônios. (Mateus 12:24)

Jesus fez uma séria advertência à humanidade naquele momento: "Em verdade vos digo que tudo será perdoado aos filhos dos homens: os pecados e as blasfêmias que proferirem. Mas aquele que blasfemar contra o Espírito Santo não tem perdão para sempre, visto que é réu de pecado eterno." (Marcos 3:28;29)

Jesus acusou os fariseus de estarem pecando contra o Espírito Santo, porque eles estavam atribuindo a satanás o poder pelo qual Jesus expulsava os demônios. Os fariseus sabiam e estavam convencidos de que Jesus operava Suas Obras pelo Poder de Deus. O próprio Nicodemos, um dos fariseus, que falava em nome deles, fez a declaração: "Este, de noite, foi ter com Jesus e lhe disse: Rabi, sabemos que és Mestre vindo da parte de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não estiver com ele." (João 3:2).

O Senhor quer contar com pessoas que tenham propósitos, pessoas que tenham coragem para confiar e se lançar em seus braços. Jesus cumpriu o seu propósito e rasgou o véu para que todos pudessem entrar na intimidade do Senhor para adorá-lo. Seu objetivo é que o homem hoje possa desfrutar de Sua companhia, habitar em Seu esconderijo, descansar à sombra de Suas asas em um lugar secreto e seguro.

Mas, quanto aos tímidos, aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicadores, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, o que é a segunda morte. Apocalipse 21:8

A ordem é avançar, engavetar a vergonha e sacudir as nações com a unção que Deus tem derramado.

veja também