Lidando com os defeitos dela

Lidando com os defeitos dela

Atualizado: Quinta-feira, 6 Outubro de 2011 as 7:56

O marido é bagunceiro, distraído, orgulhoso; a mulher fala demais, é ciumenta e carente. Assim é a vida, não existe ninguém perfeito. O casal precisa ter mente que todo ser humano é composto por qualidades e defeitos e querer mudar o parceiro pode levar a relação ao fracasso.

Num relacionamento conjugal é importante que o casal exercite a tolerância, caso contrário, viverão em guerra. Para a psicóloga Mara Pusch, todos nós temos características que incomodam – os chamados “defeitos”.

“Normalmente, devemos aprender a lidar com aquilo que nos incomoda. Quando isso ocorre no relacionamento, o fundamental é o diálogo, pois, sem conversa, não há como o outro saber o que incomoda nem como fazer para mudar ou não esta característica. E ainda saber se quer mudar, pois, às vezes, as pessoas não estão dispostas a mudar.”

A especialista ensina como proceder nos casos em que os defeitos do parceiro chegam a ser insuportáveis. “Ninguém muda ninguém, a não ser a si próprio. E para mudarmos características nossas, é importante que tenhamos consciência delas e queiramos mudar. Senão, não há remédio. A outra possibilidade é mudar a tolerância do outro, mas alguém tem que ceder, abrir mão, caso contrário, não há possibilidade de relação. Às vezes, a característica que incomoda é “boba” (como o caso de deixar a toalha em cima da cama) e é possível aumentar a tolerância”, explica.

veja também