Mãe: Dando o devido valor a ela

Mãe: Dando o devido valor a ela

Atualizado: Segunda-feira, 9 Maio de 2011 as 12:22

"Depois de 21 anos de casado, descobri uma nova maneira de manter viva a chama do amor.  Há pouco tempo decidi sair com outra mulher. Na realidade foi idéia da minha esposa. 'Você sabe que a ama' - disse-me minha esposa um dia, pegando-me de surpresa.

A vida é muito curta, você deve dedicar especial tempo a essa mulher...

- Mas, eu te amo - protestei à minha mulher.

- Eu sei. Mas, você também a ama. Tenho certeza disto.

A outra mulher, a quem minha esposa queria que eu visitasse, era minha mãe, que era já viúva há 19 anos, mas as exigências do meu trabalho e de meus 3 filhos, faziam com que eu a visitasse ocasionalmente. Essa noite a convidei para jantar e ir ao cinema.

- O que é que você tem? Você está bem? perguntou-me ela, após o convite.

Minha mãe é o tipo de mulher que acredita que uma chamada tarde da noite, ou um convite surpresa é indício de más notícias.

- Pensei que seria agradável passar algum tempo contigo - respondi a ela - Só nós dois; o que acha? Ela refletiu por um momento.

- Me agradaria muitíssimo - disse ela sorrindo.

Depois de alguns dias, estava dirigindo para pegá-la depois do trabalho, estava um tanto nervoso, era o nervosismo que antecede a um primeiro encontro... e, que coisa interessante, pude notar que ela também estava muito emocionada. Me esperava na porta com seu casaco, havia feito um penteado e usava o vestido com que celebrou seu último aniversário de bodas.

Seu rosto sorria e irradiava luz como um anjo.

- Eu disse a minhas amigas que ia sair com você, e ficaram muito impressionadas. Comentou enquanto subia no carro.

- Elas nem podem esperar para escutar a respeito de nosso passeio. Me aguardam amanhã. Fomos a um restaurante não muito elegante, mas, sim, aconchegante, minha mãe se agarrou ao meu braço como se fosse "a primeira dama".

Quando nos sentamos, tive que ler para ela o menu. Seus olhos só enxergavam grandes figuras.

Quando estava pela metade das entradas, levantei os olhos; mamãe estava sentada do outro lado da mesa, e me olhava fixamente. Um sorriso nostálgico se delineava nos seus lábios.

- Era eu quem lia o menu quando você era pequeno - disse-me.

- Então é hora de relaxar e me permitir devolver o favor - respondi.

Durante o jantar tivemos uma agradável conversa; nada extraordinário, só colocando em dia a vida um para o outro. Falamos tanto que perdemos o horário do cinema.

- Sairei contigo outra vez, mas, só se me deixares fazer o convite, disse minha mãe quando a levei para casa. Concordei.

- Como foi teu encontro? - quis saber minha esposa quando cheguei aquela noite.

- Muito agradável... muito mais do que imaginei...

Dias mais tarde minha mãe faleceu de um enfarte fulminante, tudo foi tão rápido, não pude fazer nada.

Depois de algum tempo recebi um envelope com cópia de um cheque do restaurante de onde havíamos jantado minha mãe e eu e uma nota que dizia:

- O jantar que prometi paguei antecipado, estava quase certa de que poderia não estar ali, por isso paguei um jantar para ti e para tua esposa. Jamais poderás entender o que aquela noite significou para mim. Te amo.

Nesse momento compreendi a importância de dizer a tempo: 'TE AMO' e de dar a nossos entes queridos o espaço que merecem; nada na vida será mais importante que Deus e tua família, dedique tempo a eles, porque eles não podem esperar."

(Autor Desconhecido)

Queridos, tudo bem?

Que o amor de Deus, a graça e paz de Jesus Cristo e a comunhão do Espírito Santo esteja contigo e com todos os que você ama no dia de hoje.

Neste domingo (08-Mai-11), comemoramos o dia da mães, um dia especial em que quase todas as pessoas normais fazem um esforço e proporcionam, ou tentam proporcionar um dia agradável a sua mamãe, agora pergunto será que a pessoa que nos gerou, que nos carregou em seu útero, que nos amamentou com seu próprio leite, que nos educou, que nos deu carinho, etc., etc., etc., etc., etc., etc., etc., etc., etc, etc., merece ser tratada com uma princesa somente por um dia?

A resposta é NÃO, a nossa mãe deve ser tratada como a pessoa mais especial que temos aqui na terra, temos que demonstrar a ela todo o nosso amor, carinho, compreensão, atenção, etc., temos que a cada novo dia dizer a ela "mamãe eu te amo", não apenas verbalmente, mas por atos, dizer a ela o quanto ela é importante para nós e provar isso no dia-a-dia, dizer a ela palavras de conforto, palavras que vão fazê-la sentir se bem. Não permita, meu querido(a), que a data "dia das mães" crie em seu coração uma obrigação de dar lhe somente um presente, organizar um almoço, etc., este dia deve ser considerado como apenas mais um em que você tem condições de lhe proporcionar momentos felizes, tenha em mente que ela merece um presente a cada dia, não estou falando de coisas materiais, elas fazem parte, mas, não são a coisa mais importante, você pode ter certeza que para ela você é a pessoa mais especial do mundo, faça ela se sentir a mãe mais especial do mundo também, o que na verdade ela é.

Pense em como você pode ter uma vida mais próxima de sua mãe e de toda a sua família, faça com que seja bastante freqüente suas visitas e seu relacionamento com eles, Deus se agrada dos que cuidam dos seus familiares tanto que na Bíblia na 1ª carta a Timóteo 5: 8 está escrito: "Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo."

Tenho percebido, há muito tempo, um problema, existem pessoas que são amorosas, cuidadosas, etc., com aqueles que o cercam seja no trabalho, escola, igreja, etc., mas que são extremamente brutos, grosseiros, etc., dentro de sua casa com seus familiares, creio que isso ocorra devido ao fato de mesmo sendo mal tratado, o nosso familiar não vai deixar de ser nosso familiar, vai ficar chateado, mas com o passar do tempo será esquecido, isso, creio eu, tem levado de forma equivocada as pessoas a falar, a agir de forma incorreta dentro de sua casa e com seus familiares, isso tem levado a falta de comunicação, é filho que não fala com os pais e pais que não falam com os filhos, isso com certeza é à vontade do diabo para todos, Deus não quer isso. Lembre-se sempre de ter o melhor relacionamento possível com seus amigos e familiares, só Deus é mais importante que eles. Não deixe que seu trabalho, compromissos tomem completamente o seu tempo a ponto de ter de deixar seus familiares e amigos de lado, pois um dia pode ser tarde para você declarar o quanto os ama, não tenha vergonha de dizer "eu te amo", Deus declara a nós o seu amor a cada dia e a cada amanhecer, faça o mesmo declare seu amor a todos aqueles que te cercam e tenha o amor como algo que te pertence e você tem por obrigação dar aos outros.

Tudo isso, aqui, escrito é para divulgar a Palavra do nosso Deus e levar a vontade dEle ao maior número de pessoas possível, que Deus através destas palavras possa mostrar a quem lê, a Sua boa, agradável e perfeita vontade, tudo isso em nome do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Para Refletir;

"Honra a teu pai e a tua mãe, como o senhor teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na terra que o Senhor teu Deus te dá." (Deuteronômio 5: 16)

"Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra." (Efésios 6: 2 e 3)

Deus te abençoe e a todos na sua família.

Um abraço,

Frank Medina, pastor e discípulo de Jesus Cristo

Frank Medina   é um jovem pastor, casado, pai de três filhos, reside na cidade de S. Paulo e trabalha na Oracle do Brasil. Foi consagrado como pastor auxiliar em 17/12/2005 pela Igreja Batista O Poder da Palavra, situada ao bairro do Butantã (SP). Se formou no curso de Ministro (Médio em Teologia) em junho de 2003. Há 9 anos tem um ministério de evangelismo, escrevendo mensagens edificantes e enviando por e-mail.

Site:   www.uniaonet.com/ibppembuguacu.htm

veja também