Mãe e flores - Coluna Alexandra Guerra

Mãe e flores - Coluna Alexandra Guerra

Atualizado: Quinta-feira, 30 Abril de 2009 as 12

Já notou como associamos mães com flores?

As mães são como as flores: perfumam, embelezam, anunciam a vida!

As mães são como as flores: são sensíveis e ao mesmo tempo resistentes.

Algumas estão firmes realizando a sua missão de gerar e manter a vida!

Infelizmente, outras mães estão murchas, ressecadas, esgotadas...

Estão desanimando e colocando em risco os frutos.

Já pensou se as flores se cansarem de serem flores?

Todos os frutos, perfumes e belezas estariam ameaçados!

Se as mães desistirem... Toda geração estará condenada ao sofrimento, ao esfriamento, ao fracasso.

Algumas mães já desistiram: de amamentar, de proteger, de elogiar, de corrigir, de criar, de se doar.

Preciosa mãe: não tenha medo! Pois o seu Criador, O SENHOR Todo Poderoso, será o seu marido e o seu Salvador!

O SENHOR Deus te diz: "O meu amor por você não acabará nunca, e a minha aliança de paz com você nunca será quebrada" (Isaías 54:10).

A Bíblia diz em Isaías 55:6,7: "Procurem a ajuda de Deus enquanto podem achá-lo."

Volte-se para Deus, como as flores buscam a luz!

"Orem ao Senhor enquanto Ele está perto". Fale com Deus: Ele te ouve!

"Mudem sua maneira de viver e abandonem seus maus pensamentos". O mal envenena a alma.

"Voltem para o SENHOR, nosso Deus, pois Ele tem compaixão e perdoa completamente".

Você vale muito mais que as flores.

Mãe, não desista!

Seja como as flores! Embeleze seu jardim, independente de como esteja o solo.

Pois não há esperança de vida sem vocês!

Não posso imaginar o mundo sem mães, que desempenham o seu belo papel.

Assim como não posso imaginar o mundo sem a riqueza das flores, pois são elas que asseguram a reprodução da espécie.

Alexandra Guerra é pedagoga, palestrante e jardineira. Autora dos livros "Infância: O Melhor Tempo Para Semear" e "Ciclos: de vida ou de morte, em qual deles sua família está?".

Contato:

[email protected]

alexaguerra.blogspot.com

veja também