Mantendo o peso no inverno

Mantendo o peso no inverno

Atualizado: Segunda-feira, 30 Junho de 2008 as 12

Com a chegada do frio, a fome aumenta e a variedade de comidas se torna mais irresistível ainda. É certo que, com as temperaturas baixas, o corpo precisa de mais energia para manter o calor ideal, mas normalmente as pessoas comem além do necessário e acabam saindo do inverno com alguns quilinhos a mais. Até porque, na maioria das vezes, o ritmo das atividades físicas também diminui com a "preguiça" da estação.

A nutricionista do GANEP Nutrição Humana e mestre em nutrição pela Faculdade de Medicina da USP, Luciana Zuolo Coppini, afirma que há um grande equivoco quanto à alimentação durante este período.

"Sob nenhuma circunstância, comer em demasia é bom, em especial quando se trata de produtos gordurosos. É verdade que necessitamos nos alimentar um pouco mais no inverno. No entanto, é essencial ter critérios para escolher o alimento adequado e a sua respectiva porção", alerta.

O ideal é tentar equilibrar a alimentação. Para a nutricionista da SNC (Sports Nutrition Center), Tatiana Ferreira, é possível curtir as delícias da estação com moderação. ?Basta não exagerar nas quantidades, pois as calorias já são naturalmente altas, como nas sopas com mais cremes e queijos, nos foundues e nos chocolates quentes, em que o cuidado deve ser redobrado haja vista a alta quantidade de açúcar e gordura existente?, informa.

"Não é difícil conciliar, hoje, uma alimentação saudável com as comidas, quitutes e sobremesas saborosas consumidas no inverno. Mesmo porque já existem no mercado versões light para muitas delícias como os foundues, por exemplo. Mas é bom lembrar que mesmo na versão light o alimento tem que ser consumido moderadamente. Não é porque tem menos calorias que se deve comer em dobro. É interessante também diminuir o intervalo entre as refeições, fazendo pequenos lanches à base de queijos e pães ou uma porção de frutas secas com castanhas, pois o organismo gasta mais energia para manter a temperatura corpórea ideal", completa Tatiana.

A nutricionista Luciana também dá uma dica para os adeptos dos foundues. "O ideal é que seja um sabor por vez, isto é, o de carne em uma semana, o de queijo na outra, e assim por diante", ressalta.

As duas especialistas alertam que é preciso manter uma refeição equilibrada mesmo no inverno (carboidratos, proteínas, fibras, vitaminas e minerais) e declaram que não é difícil dar uma incrementada no cardápio. Sopas de legumes sem creme de leite, canjas feitas com frango sem pele, chás e leite quente são ótimas pedidas.

Dicas para o inverno:

Sopas: legumes batidos, em vez de creme de leite; adicionar farelo de trigo, pois, além de dar mais sabor, contribui para a sensação de saciedade, regula a função intestinal e controla os níveis de colesterol; Chocolate quente: utilize leite desnatado e achocolatado diet. O melhor é dar preferência aos chás; Queijos: prefira os brancos e light; Fondue: prepare com leite desnatado e queijos magros e substitua o pão por legumes; Carnes de porco: substitua por carnes magras (peixes, frango sem pele) preparadas na pressão ou grelhadas; Frutas: morango, tangerina, laranja e maracujá são típicos do inverno. Devem ser consumidos constantemente já que são boas fontes de vitamina C; Chás: ótimas opções para esquentar o corpo, além de deliciosos e diversificados.

veja também