Mudar a pessoa amada

Mudar a pessoa amada

Atualizado: Segunda-feira, 22 Março de 2010 as 12

O ditado diz que ninguém muda ninguém. Quando se conhece uma pessoa interessante, parece que o coração manda um sinal para os olhos dizendo: aqui não há defeitos. Embora as falhas apareçam com o tempo, (o que é perfeitamente normal, pois o ser humano não é perfeito) algumas pessoas se recusam a enxergar a realidade.

Só o Espírito Santo é capaz de mudar as falhas de caráter de alguém. Somente Deus pode ir fundo dentro dos sentimentos mais obscuros, a ponto de modificar raízes profundas e encobertas.

Muitas vezes o testemunho fala mais do que as palavras. Muitas pessoas namoram anos na esperança de mudar a pessoa amada, mas se desgastam em vão. Somente em um plano espiritual, jejuando, intercedendo e testemunhando com atitudes respaldadas na Palavra de Deus, é possível ver o milagre divino acontecer na vida de todos aqueles que amamos.

Nesse cenário de mudanças existem duas situações que precisam ser avaliadas. A primeira é saber que cada um tem a sua personalidade, dessa forma, o mais lícito é respeitar as pessoas como são. O segundo quadro é saber que respeitar não significa aceitar uma falha de caráter.

Se o caráter de alguém que amamos prejudica o seu crescimento como pessoa ou prejudica os que estão a sua volta, o melhor a fazer é dobrar os joelhos e clamar ao Pai por transformação.

Somente Deus, na sua infinita sabedoria e poder, é capaz de transformar um ser humano no mais íntimo de seu coração.

É no namoro que se deve avaliar os pós e os contras. Não se pode subir o altar somente na esperança de que a pessoa amada vai mudar. É preciso saber se ela própria reconhece os seus erros e se está disposta a mudar.

A Bíblia diz em 1Coríntios 7:16 "Pois, como sabes, ó mulher, se salvarás teu marido? Ou, como sabes, ó marido, se salvarás tua mulher?"

Na linha hierárquica, lembre que a emoção precisa estar abaixo da razão.

"Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?" (Jeremias 17:9)

por Nilbe Shlishia

veja também