Mulheres usam pílula e camisinha têm mais prazer

Mulheres usam pílula e camisinha têm mais prazer

Atualizado: Sexta-feira, 5 Março de 2010 as 12

O que as mulheres pensam sobre os métodos contraceptivos? Como eles influenciam no prazer sexual? Estas foram as questões de uma pesquisa desenvolvida pelo The Kinsey Institute, da Indiana University, nos Estados Unidos.

Publicado na edição de novembro do jornal Sexual Health, o estudo se baseou em três comportamentos diferentes: aquelas que usavam apenas o preservativo (masculino), as que tomavam pílula e as adeptas dos dois métodos. Quem apresentou o mais alto índice de satisfação sexual? As pertencentes ao último grupo. De acordo com o relatório do jornal Sexual Health, essas mulheres se sentem mais protegidas contra uma gravidez indesejada e contra as doenças sexualmente transmissíveis e, consequentemente, têm mais prazer nas relações sexuais.

Como explica a ginecologista e obstetra Denise Coimbra, o prazer sexual é algo muito individual. No entanto, há alguns fatores, principalmente psicológicos, que sugerem essa ligação. "Principalmente no começo da vida sexual, a mulher ainda se sente insegura ao tomar apenas a pílula. Essa insegurança diminui com o tempo, principalmente após a primeira gravidez", diz Denise.

A médica também explica que as pílulas geralmente não interferem no prazer, mas que algumas, com antiandrogênicos, podem diminuir a libido. "Se isso acontecer, é só consultar um médico, que pode recomendar uma outra pílula ou sugerir um novo método anticoncepcional", fala. O grupo de mulheres que apenas toma pílula, inclusive, foi o que menos reclamou da queda do prazer nas relações sexuais.

Outro ponto identificado pelo estudo é que as mulheres ainda relacionam a camisinha masculina à queda do prazer. Denise diz que, geralmente, as mulheres que não se adaptam ao preservativo são as que têm alergia ao látex ou ao lubrificante. "Neste caso, o melhor a fazer é tentar uma nova marca de camisinha, sem lubrificante", diz.

por Simone Tinti

veja também