Namoro: Não decida só com o coração

Namoro: Não decida só com o coração

Atualizado: Terça-feira, 26 Julho de 2011 as 9:24

O namoro cristão é uma prévia para o noivado, que é uma prévia para o casamento. É certo que nem todos os namoros acabam no altar, mas que a visão do cristão no relacionamento precisa ser ampla não há dúvida.

Falar de relacionamento não é difícil, a dificuldade aparece quando lidamos com ele na vida real. Algumas pessoas se não orientadas, acabam cometendo as piores escolhas de suas vidas.

Quando se namora alguém, é preciso levar em conta uma série de fatores que farão toda a diferença lá na frente. Um namoro é de Deus quando as duas partes se acrescentam, no sentido de crescerem juntas. Quando um vai, mas o outro puxa a corda, a melhor coisa a fazer é deixar de dar ouvidos à voz do coração e escutar a voz de Deus. "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá? Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isto para dar a cada um segundo o seu proceder, segundo o fruto das suas ações." (Jeremias 17.9-10)

Deus deixou claro em sua Palavra que a natureza do coração é decisiva em relação as nossas escolhas. Ele quis dizer que frequentemente não conhecemos o nosso próprio coração, mas Ele sim.

O terreno do coração humano é desconhecido para os homens. Por essa razão é que Deus nos alerta de que é enganoso o coração. Muitos jovens cristãos se iludem com a beleza, com o estilo, com o dinheiro, com o galanteio, com a educação e até com a inteligência de seu pretendente, mas nada disso lhe garantirá um futuro feliz.

É preciso sabedoria para conhecer, analisar e decidir se a pessoa que está ao seu lado de fato vai somar ou não na história da sua vida. A responsabilidade de ser feliz é somente sua, lembre-se disso.

veja também