Não diga sim quando precisa dizer não

Não diga sim quando precisa dizer não

Atualizado: Sexta-feira, 20 Maio de 2011 as 10:32

Quantas vezes na vida de uma pessoa ela percebe que não conseguiu cumprir uma meta no trabalho e, quando se questiona, entende que deixou que pedidos de terceiros atrapalhassem o caminho traçado em direção desse objetivo?

E quantas vezes essa mesma pessoa pagou caro por um produto do qual não tinha a menor necessidade e que, no fundo, nem queria comprar?

De acordo com a psicóloga Juliana Gomes, Essas são facetas de um mesmo tipo de pessoa, a que não consegue dizer NÃO. “Tinha uma paciente que tinha sérios problemas no trabalho e não conseguia ser promovida, por conta de não conseguir cumprir suas metas. Ela, por sorte, percebeu que tinha um problema: parava o que estava fazendo apenas porque alguém lhe pedia para fazer outra tarefa e, assim, ela deixava de lado suas próprias tarefas, simplesmente porque deveria ter dito que não podia fazê-las. Ela também comprava todas as coisas que ofereciam a ela, mesmo não querendo, nem precisando comprar aquilo, por conta da mesma incapacidade de dizer não. De falar ‘eu não preciso disso’”.

A psicóloga diz que essa mesma incapacidade de dizer não quando é necessário está associada à falta de capacidade de manter o foco nos objetivos a serem alcançados. “Essa incapacidade de dizer ‘não’ é um desvio na estrada por onde devemos seguir e pessoas assim são aquelas que se levantam para apanhar o copo d’água e no meio do caminho fazem três ou quatro coisas diferentes, até esquecerem porque se levantaram de onde estavam”.

Juliana continua, afirmando que a “coisa mais difícil que existe é aprender a dizer não, mas isso é necessário, caso a pessoa não queira, depois, ter de arrumar toda a confusão causada por não ter falado essa palavra quando ela era necessária”.

Mas a psicóloga reconhece que, às vezes, a incapacidade de dizer não, especialmente no ambiente corporativo, vem da necessidade da pessoa de se fazer necessária a um maior número de pessoas possível, e que isso também pode se dever a fatores externos. “É claro que a pessoa não vai chegar para o próprio chefe e dizer que não fará isso ou aquilo, pois não está entre suas tarefas, mas é preciso chegar a um consenso com a chefia que muitas tarefas fora dos planos atrapalham os objetivos”, conclui.  

veja também