Não quero casar... Não querooooooo

Não quero casar... Não querooooooo

Atualizado: Quarta-feira, 9 Dezembro de 2009 as 12

Sou totalmente a favor do casamento, antes que alguém fale alguma coisa. Sou casado, não pratiquei sexo antes do casamento, todos os jovens da igreja que pastoreio são casados, incentivo casais que vivem maritalmente a casar no papel, mas tem algumas coisas que sinceramente tem que ser discutidas antes de tomar essa decisão.

Alguns jovens tem aversão a idéia de assumir um compromisso definitivo com seu parceiro, por conta da pressão que as pessoas fazem em torno do mito de que "crente tem que casar logo".

Meu conselho é que você solteiro se case na hora certa! E mais pela motivação certa. Hoje as pessoas estão se unindo por questões que por hora parecem relevantes, mas que com o passar do tempo deixam de ser fatores decisivos e se tornam motivo de frustração. Por exemplo:

? Casar porque quer transar - Se o motivo do casório for o sexo pura e simplesmente, se for apenas para conseguir um atestado pra transar sem culpa, você está indo na direção errada. Sexo não sustenta casamento sozinho e mais tarde quando você não puder mais praticá-lo, a única coisa que vai restar serão boas conversas e não o sexo. Portanto, se for casar que não seja exclusivamente pra fazer sexo.

? Casar porque engravidou - Se houve um acidente de percurso, se você tropeçou na caminhada, e acabou engravidando, não se case por conta disso. Uma aventura não se torna casamento porque você está esperando um bebê. Por vezes vejo casais se separarem com pouco tempo de relação porque descobriram que a única coisa que os unia era um filho. Não estou minimizando a importância de uma criança crescer num lar com pai e mãe, mas estou enfatizando com isso que é importante que ela cresça num lar funcional e não disfuncional.

? Casar porque os pais querem - Isso é o fim. Quem vai casar é você e não seus pais. Você não pode se unir a alguém apenas para dar satisfação a sociedade e a seus pais. É preciso mais que carinho, mais que afinidade, mais que beleza, mais que dinheiro, é preciso amor. Seus pais não podem definir seu par, isso é função sua, então, faça isso direito usando os valores cristãos.

Enfim, se cultivarmos essas ideias para nossos jovens e adolescentes, talvez tenhamos uma sociedade melhor, uma igreja melhor, sem imposições e sem remorsos. Teremos também uma redução considerável na questão do divórcio. Que Deus abençoe e motive os solteiros a escolher seu cônjuge da forma certa!

E no mais, tudo na mais santa paz!

veja também