O amor lança fora o temor e traz consigo a confiança - Coluna Erasmo Miranda

O amor lança fora o temor e traz consigo a confiança - Coluna Erasmo Miranda

Atualizado: Terça-feira, 17 Fevereiro de 2009 as 12

"No temor do Senhor há firme confiança e ele será refúgio para os seus filhos. O temor do Senhor é uma fonte de vida, para preservar dos laços da morte. Na multidão do povo está a magnificência do rei, mas a falta de povo a pertubação do príncipe. O longânimo é grande em entendimento, mas o de ânimo precipitado exalta a loucura. O coração com saúde é a vida da carne, mas a inveja é a podridão dos ossos". (Provérbios 14:26-30).

Porque será que teimamos em associar a palavra temor a medo? Nem sempre ela está relacionada a este significado, principalmente para aquele que sabe onde tem firmado os seus relacionamentos, os quais, para serem conhecidos, deverão estar firmados em uma base sólida: o amor. Pois, como diz João: "No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor". Aqui, o temor está relacionado a respeito, que é demonstrado pelo nosso amor, pois o medo, na maioria das vezes, atua como uma força paralisadora, impedindo o homem de se aproximar daquilo que teme. No caso do Senhor, este medo impossibilita que se venha a desfrutar das bênçãos provenientes do amor, e também, que se venha ter em si, manifesta a verdadeira vida. Porém, o amor, manifesto em respeito, garante a ele todas estas promessas.

Um reino sem súditos é um reino onde não é manifesto o verdadeiro amor. Seus líderes ficam perturbados, pois não terão como resistir aos seus inimigos, nem como manterem-se auto-suficientes. Apesar da nossa total dependência de Deus, Ele tem prazer em expandir o Seu Reino, espalhando o seu precioso amor, por meio do Seu povo. Portanto, não podemos ter visão de gafanhoto, pois maior é Deus que habita em nós do que o nosso inimigo, mais numerosos são os que estão conosco, do que os que estão no mundo, visto que, na unidade do povo, testemunhamos que Jesus é o nosso Rei e que também manifestamos a glória de Deus, por meio do amor.

Aquele que está em Deus tem por adversário o diabo, que é o príncipe deste mundo, o qual tenta por meio das situações que enfrentamos, aniquilar a nossa esperança, por meio da precipitação em nosso falar e agir, originando a queda do nosso ânimo, fazendo-nos agir como loucos. Porém, temos a consciência de que todas as coisas neste mundo são passageiras, exercitam o nosso ânimo para que possamos chegar até o final, junto ao nosso Pai, lucidamente; visto que, as únicas coisas que cultivamos no mundo, que nos acompanharão para o céu, são: "a fé, a esperança, e o amor; porém, o maior destas, é o amor".

Não podemos nos contaminar com as coisas vãs deste mundo, que dividem o nosso coração, enfraquecendo todo o nosso ser. Temos que entronizar o Senhor em nosso coração para podermos gozar da verdadeira saúde, que nos capacitará para vencermos todas as obras da carne, pois, agindo assim, sempre seremos guiados pelo Espírito Santo de Deus e não cumpriremos os desejos da carne.

Pense: O amor nos leva ao conhecimento, aperfeiçoa o relacionamento, fortalece a confiança, atrai o povo, exalta o Rei, dá firmeza aos lideres, acrescenta entendimento, fortalece o ânimo, revigora a saúde do corpo, da alma e do espírito, e fortalece a comunhão.

Ore: Senhor, encha-nos do teu amor, para que, a cada dia, possamos nos aproximar mais e mais de Ti. Para que assim possamos permanecer firmes no propósito de Te servir, vivendo sempre em unidade, para que Jesus Cristo seja conhecido como Salvador do mundo, para que todos que O receberem por meio do nosso testemunho. Pelo Espírito Santo de Deus, recebam em si a verdadeira vida, quel é eterna para aqueles que estão em Cristo, a manifestação do amor de Deus ao mundo. Em nome de Jesus, amém.

"Abençoe-nos Deus, e todos os confins da terra O temerão" (Salmo 67:7).

Erasmo Miranda de Araújo é presbítero e trabalha nos ministérios de Ação Social e Ensino.

veja também