O frio abre o apetite do seu filho?

O frio abre o apetite do seu filho?

Atualizado: Segunda-feira, 7 Junho de 2010 as 10:51

Para as crianças que não comem muito bem, essa época do ano, com temperaturas mais baixas, pode ser um bom período para caprichar no cardápio e estimular a alimentação.

Mas, para aquelas que já comem bem, cuidado para não exagerar, pois a fominha de frio típica dos adultos não deve empurrar a meninada para os excessos. Nada de comer para esquentar. Para as crianças, o melhor é correr, se movimentar, brincar bastante!

Nesta entrevista, por e-mail, as nutricionistas Patrícia Domingos e Débora Bertomeu, da Diferencial Nutri Alimentos Consultoria e Assessoria em Alimentação e Nutrição, dão dicas de como aproveitar os alimentos da época para favorecer a alimentação das crianças quando chega o frio.

Educar e Cuidar - Quais são as melhores frutas para oferecer às crianças nessa época?

Diferencial Nutri - As frutas da época são sempre as melhores opções porque estão mais bonitas e com bons preços. Como não existe nenhum alimento completo em nutrientes, devemos diversificar ao máximo a alimentação, inclusive na oferta de frutas às crianças, pois assim conseguimos uma alimentação mais nutritiva, além de colorida e mais atraente. As frutas da época são: caqui, abacate, carambola, goiaba, maracujá, tangerina, mexerica.

Educar e Cuidar - E as hortaliças, estamos no período de comer o quê?

Diferencial Nutri - Berinjela, chuchu, quiabo, mandioca e batata doce são as hortaliças da época. Não podemos esquecer as tradicionais encontradas durante o ano todo, com boa qualidade e preços, como cenoura, beterraba e folhas em geral.

Educar e Cuidar - Como deve ser a alimentação infantil balanceada no outono/inverno?

Diferencial Nutri - Incluir sucos e frutas no café da manhã e nos lanches entre as refeições. Abusar de legumes e verduras em saladas (salada de chuchu com ovos), acompanhamentos (purê de batata doce e mandioca ou cozidos com manteiga e salpicados com salsinha) e também em preparações com as carnes ou massas (carne cozida com mandioca, frango com quiabo, berinjela recheada, lasanha de berinjela, macarrão com berinjela – com molho vermelho ou só na manteiga).

Não podemos nos esquecer dos outros grupos de alimentos, além das frutas e hortaliças que compõem o grupo dos alimentos reguladores ricos em fibras, vitaminas e minerais. Temos que incluir alimentos do grupo dos energéticos, ricos em carboidratos: pães, cereais, bolachas (dar preferência sempre aos integrais) e dos construtores, ricos em proteínas: carnes, ovos, laticínios, leguminosas (feijões).

Educar e Cuidar - Os adultos costumam dar preferência para saladas no verão e só comem sopa no inverno. Com as crianças, como fazer para que não deixem de consumir alimentos importantes nessa época? Elas comem mais no frio?

Diferencial Nutri - Podemos incluir as verduras e os legumes nos pratos quentes (refogados ou compondo receitas de pratos quentes) ou também convidá-los a comer as sopas junto com os adultos. Sempre que possível fazer sopas com todos os grupos de alimentos (construtores, energéticos e reguladores), assim a sopa substituirá uma refeição completa. Usar a imaginação e criatividade nas apresentações dos pratos, nas cores do cardápio da refeição e nos cortes dos legumes irá estimular também a vontade de se alimentar dos pequenos. No inverno sentimos mais fome e precisamos de mais energia para aquecer nosso corpo, mas nada de oferecer muito mais alimentos por conta disso porque essa necessidade aumentada de calorias não é tão grande assim.

Educar e Cuidar - Os alimentos crus são essenciais? E a ingestão de líquidos?

Diferencial Nutri - Os alimentos crus podem ser substituídos pelos cozidos sem problemas. Já os líquidos são essenciais e em meses menos quentes tendemos a beber menor quantidade de líquidos. Na verdade, precisamos beber líquidos mesmo sem termos sede. A sede já é um alerta do nosso corpo para a falta de líquidos. Portanto, oferecer líquidos (água, água de côco, sucos, chás, leite) aos pequenos mesmo sem eles pedirem é fundamental!

Educar e Cuidar - Existem alimentos ou formas de preparo que despertam mais o apetite das crianças nessa época?

Diferencial Nutri - Abusar de diferentes tipos e tamanhos de cortes dos legumes (cubos, palitos finos ou maiores, e folhas (picadas ou rasgadas grosseiramente). Usar a criatividade na apresentação (torre de berinjela fatiada com molho de tomate e mussarela no meio, barquinho de abobrinha recheado com legumes ou carnes, tomate recheado). Convidá-los para participarem da confecção da preparação é um grande estímulo e uma forma de apresentar novos sabores.

Educar e Cuidar - Quais os alimentos típicos de festas juninas, que já começam a aparecer, como o pinhão, que devem ser oferecidos às crianças? O que deve ser evitado?

Diferencial Nutri - Alimentos de festas juninas (pinhão, batata doce, doces juninos – abóbora, arroz doce, canjica, curau, pé de moleque, paçoca - milho, bolo de fubá, pipoca, cuscuz) podem ser oferecidos às crianças mas sempre com moderação, pois são na maioria doces. Alimentos doces não devem ser oferecidos às crianças menores de 1 ano, além de pouco saudáveis competem com a oferta de alimentos nutritivos.

Patrícia M. Domingos e Débora C. Bertomeu são nutricionistas, sócias diretoras da Diferencial Nutri Consultoria e Assessoria em Alimentação e Nutrição

veja também