O que fazer para evitar as cólicas do bebê

O que fazer para evitar as cólicas do bebê

Atualizado: Segunda-feira, 11 Julho de 2011 as 8:52

Cólicas são dores muito fortes causadas pelo acúmulo de gases no aparelho gastrointestinal, ainda imaturo dos recém-nascidos. Por não estar totalmente adaptado, não consegue eliminar satisfatoriamente os gases acumulados em seu interior. Esses gases são decorrentes do ar que engolem quando mamam ou usam chupeta.

A grande maioria dos bebês tem cólicas e elas cessam normalmente após o 3º ou 4º mês de vida do bebê.

  Quais são os sintomas?

Os bebês apresentam choro intenso, alto e prolongado, sem motivo aparente. A cólica geralmente piora no final da tarde ou no início da noite. Durante o período de crise, o bebê pode apresentar dificuldade em mamar e em dormir, elimina gases e fica muito irritado, provocando situação de grande stress nos pais e familiares mais próximos. Porém, apesar de todo desconforto, trata-se de uma situação que não prejudica o crescimento e desenvolvimento do bebê.   O que fazer?

Se o bebê chorar muito, leve sempre ao pediatra. É importante descartarmos outras possibilidades que justifiquem o choro intenso. Se chegarmos a conclusão de que são cólicas, a mãe poderá manter-se mais calma, o que já ajudará muito na maneira de conduzir o quadro. Tentar aquecer a barriga do bebê colocando-a em contato com a da mãe, pois este aconchego recorda-lhe o período intra-uterino. Massagear cuidadosamente o abdomem do bebê com creme ou óleo neutro para facilitar o deslizamento de suas mãos fazendo movimentos em sentido horário (do ponteiro do relógio), para ajudar a liberar mais gases. Fazer também movimentos com as perninhas do bebê, levantando-as e abaixando-as. Deslizar uma das mãos no sentido da base do peito em direção ao ventre como se estivesse “esvaziando” a barriga do bebê. Não interromper a amamentação. O leite materno não é a causa da cólica. Alguns alimentos ingeridos pela mãe podem causar cólica no bebê, e muitas vezes se faz necessário alterar a dieta materna, evitando-se chocolate, café, chá mate, ovos, feijão, repolho, couve, brócolis, couve-flor, etc. Em último caso, o pediatra poderá prescrever algum medicamento específico que estimule a eliminação de gases, melhorando assim o desconforto do seu bebê.

veja também