O que fazer quando o filho fica doente e você tem de sair para trabalhar

O que fazer quando o filho fica doente e você tem de sair para trabalhar

Atualizado: Sexta-feira, 5 Novembro de 2010 as 3:02

Não tem momento pior para os pais que trabalham fora do que ir para o trabalho quando um filho fica doente. Essa situação é um pouco pior para as mães porque as crianças chamam mesmo é por elas nessas situações. E não adianta: bate a culpa. Seja por deixar o filho em casa ou por faltar ao trabalho, chegar atrasada, deixar coisas por fazer. Se o seu chefe não for compreensivo com assuntos domésticos e familiares – e muitos deles não são – é mais desconfortável ainda. Isso pode causar até um certo receio de perder o emprego e prejudicar os rendimentos da família.

Mas há ao menos uma razão para se tranquilizar: em geral as doenças e mal-estares são mais comuns nos primeiros anos, logo que os filhos saem de casa e passam a conviver com outras crianças em outros ambientes, como na escola. Depois eles adquirem mais resistência e imunidade - e essas situações vão diminuir bastante a partir dos 5 anos. Confira, a seguir, algumas dicas que facilitarão para lidar com os imprevistos:

- combine com o pai de alternarem os dias de faltar ao trabalho. Assim, se seu filho ficar doente por dois dias seguidos, você só vai "perder" um. O impacto no trabalho, então, é menor;

- outra possibilidade é trabalhar por meio período. Por exemplo: o pai fica de manhã enquanto você vai trabalhar e depois as situações se invertem;

- se o seu trabalho pode ser feito de casa, converse com seu chefe e peça que lhe enviem arquivos ou outros documentos necessários;

- se você tem família que mora perto e que pode ajudar, conte com eles em casos de emergências. Claro que mãe é mãe, mas a tia e a avó são ótimas também;

- caso não tenha essa facilidade, você pode montar uma rede de contatos com um vizinho de confiança ou outros pais e mães para ajudá-la quando seu filho estiver doente e vice-versa.

veja também