O que fazer quando seu filho quer escolher a própria roupa

O que fazer quando seu filho quer escolher a própria roupa

Atualizado: Sábado, 20 Fevereiro de 2010 as 12

Saiba o melhor jeito de lidar - sem estresse - com essa fase da criança que marca o começo de novas decisões

Você está se preparando para sair quando seu filho aparece na sala usando uma roupa que ele mesmo escolheu para o passeio. O problema é que ele resolveu combinar camiseta de manga comprida com shorts e botas de caubói. O que fazer nesse momento?

Pedir para que volte já para o quarto e troque a roupa não é a melhor opção, afinal é muito importante deixar a criança escolher suas próprias roupas. Isso a ajuda a conhecer e expressar seus gostos pessoais. Em geral, elas começam a esboçar essa curiosidade já com 4 anos de idade, mas antes dos 6 ainda pode ser difícil para o seu filho entender que usar sandálias no inverno não é a opção mais adequada. Aí entra o papel dos pais.

"O interesse das crianças deve ser estimulado sempre que possível, o que incentiva sua independência. Mas os pais devem participar das decisões dos filhos, orientando e dando limites para que eles não extendam essa responsabilidade para outras situações", diz Sulivan Garcia, psicólogo do Hospital São Camilo (SP) . Perguntar se a criança gosta de uma roupa antes de vesti-la, deixar que seu filho dê palpites e debater com ele a possibilidade de fazer um outro tipo de combinação pode ajudá-lo a desenvolver melhor a capacidade de saber quais as peças mais adequadas para cada ocasião.

Uma boa dica para ajudar as escolhas do seu filho é organizar uma gaveta com roupas para cada estação do ano, por exemplo. Fará com que ele tenha de decidir entre as peças que estão disponíveis. E é importante sempre ter roupas de cores variadas para a criança começar a perceber do que gosta mais.

Ele sempre repete a mesma roupa?

Você já deve ter se deparado com essa situação. Por mais opções que existam no guarda-roupa da criança, ela cisma com uma camiseta, uma fantasia, uma bermuda velha. Esse comportamento pode ter várias explicações. "Em geral, todas têm a ver com identificação: com um membro da família de que ela goste muito, com um super-herói que ela vê como um protetor ou mesmo por se identificar com a pessoa que lhe deu a roupa de presente", afirma Sulivan. O importante é você conversar com o seu filho e incentivá-lo a fazer outras escolhas na hora de sair.

por Drielle Sá

veja também