"Os cristãos deveriam ter a melhor vida sexual possível, mas muitos não têm", diz pastor do projeto XXXchurch

Depois de ajudar no tratamento de pessoas viciadas em pornografia e evangelizar profissionais da indústria ponô, Craig Gross agora busca diálogo com casais cristãos sobre uma vida sexual saudável.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: quarta-feira, 28 de janeiro de 2015 14:41

Durante anos, o fundadador do site / projeto "XXXchurch.com", Craig Gross foi apaixonado por ajudar os cristãos que lutam com vício em pornografia e evangelizar homens e mulheres que trabalham na indústria pornô. Agora ele tem uma nova paixão: quebrar o silêncio dos cristãos sobre sexo.

"Quando você vem para o casamento, falar sobre sexo ainda parece estar fora dos limites, onde eu não contei à minha esposa que 'é disso que eu gosto' ou 'eu gosto de fazer isso" Gross compartilhou em uma entrevista ao "Christian Post".

Junto com sua esposa, Jeanette, e Dave e Ashley Willis - do site "Strongermarriages.org" ("CasamentosFortes.org"), que recentemente lançaram o a série de videos "Best Life Sex Now" ("A Melhor Vida Sexual Agora"). O objetivo do material é ajudar os casais cristãos a trabalhar e dialogar sobre sua vida sexual.

Em sua entrevista ao CP, Gross explica por que alguns cristãos se sentem desconfortáveis em falar sobre sexo e como os casais podem ter certeza de sua vida sexual avança no mesmo ritmo que o resto do seu casamento.

Confira parte da entrevista logo abaixo:

Você disse que "os cristãos devem ter a melhor vida sexual possível". Essa é uma declaração ousada. O que o levou a colocar expor essa afirmação?

Eu acho que por uma série de razões. Principalmente, por eu lidar com as pessoas, obviamente, envolvidas com pornografia, apanhadas nos assuntos, apanhadas em tudo o que o mundo oferece e eu sinto que o que é retratado em filmes e revistas é como este "50 Tons de Cinza". Todo este material retrata o sexo como esta grande coisa e então eu vejo os cristãos com lutas no casamento quando se trata de conversas sobre sexo. Lutam com todas essas coisas que cercam o sexo: a vergonha, a culpa, "eu não sei como falar sobre isso", "eu não sei como abordá-lo". Ainda sinto que é tudo isto que nos rodeia. A conversa está ao nosso redor, mas ainda dentro do casamento, aqueles de nós que estão fazendo isso como eu acho que Deus pretendia que o sexo fosse, devem estar des sexo em um nível maior do que alguém que está fazendo isso fora da vontade de Deus. Mas a parte triste sobre isso é que eu sinto que o quadro real não é bem assim.

Esperei 22 anos de minha vida para ter relações sexuais e então eu acho que o que pregamos para as pessoas na igreja, não é uma mentira, porque eu acho que isso não pode acontecer, mas ela simplesmente não acontece automaticamente: quando você se casa, você se apaixonar, você segue Jesus e você tem um ótimo sexo. Todo mundo tem uma educação diferente, de modo que quando você vem para o casamento, ainda parece que falar sobre sexo está fora dos limites, onde eu não contei à minha esposa: "é isso que eu gosto" ou "que eu gostaria de fazer isso" ou "eu gostaria em determinados momentos". Quero dizer... coisas simples, como falamos na série. Algo como "Hey, nós devemos fazer com as luzes acesas". Por que isso está fora dos limites? Por que isso é desconfortável para ... um marido e uma esposa falarem? Isso é o que estamos tentando fazer na série.

Minha esposa e eu fomos a uma conferência sobre casamento, você sabe, apenas para verificar o que está acontecendo por aí. [Foi uma] conferência cristã sobre casamento. O cara falou em um tempo breve, sobre sexo e que ele trouxe sobre ele foi: "eu pensei... em minhas expectativas sobre o casamento, que minha esposa iria raspar as pernas todas as noites antes de chegarmos na cama". Todos riram e eu meio que pensei, espere, essas são as suas expectativas?

Nós estamos em uma conferência de casamento, nós somos todos os cristãos, todo mundo está aqui, você pode ir muito mais profundo do que isso. Algumas gargalhas? Alguns pensamentos? Cara, eu sinto como se as pessoas com quem eu falo hoje tenham as piores expectativas sobre sexo se comparadas com a expectativas que tinham em 1984. Mas hoje temos que falar sobre assuntos como a pornografia, e a expectativa que ela gera.

Então é isso que tentamos fazer na série: de modo realmente prático, o que as pessoas estão pensando, como poderíamos "forçar" as pessoas a terem uma conversa sobre que talvez os seus parceiros queriam, mas que eles nunca souberam trazer para sua vida sexual.

Por que é que fora do meio cristão todos se sentem à vontade para falar sobre sexo, mas na igreja, poucos querem falar especificamente sobre sexo?

O sexo fez o seu caminho em tudo e você sabe quando você tem "50 Tons de Cinza" como um grande filme que está saindo apenas por causa dos livros que são populares, eu acho que isso só mostra que homens e mulheres são atraídos ao sexo. Eu diria que os homens, mais visualmente e as mulheres, mais emocionalmente, mas de qualquer forma nós dois estamos interessados e o mundo está falando sobre isso, o mundo percebe isso.

Você tem um monte de conversas, mas eu ainda sinto que é uma vez por ano e quando você faz isso, as pessoas pensam que você está tentando chocar alguém, em vez de tentar falar com elas. Assim, a minha abordagem tem acontecido à medida que posso ter essas conversas, quanto mais você pode falar com crianças sobre o assunto, mais você pode conversar com seu cônjuge sobre o assunto. Mas porque está que essa conversa fora dos limites? Eu não tenho nenhuma boa resposta.

CP: Por que o sexo é tão importante?

Eu acho que é físico e é espiritual.

Minha esposa brinca: "acho que na série, se vocês não estão fazendo sexo, são apenas colegas de quarto" e, brincadeiras à parte, eu acho que há algo lá. É um benefício de ser casado, mas eu acho que é algo que une o casal. Isso é algo que é compartilhado e, obviamente, a coisa mais íntima que você vai fazer.

Estou convencido - Eu já ouvi isso por anos, as pessoas me dizem "o nosso casamento é ótimo, mas a nossa vida sexual não é", e eu realmente pressiono com algo, como "Eu não acho que você pode usar essas palavras e dizer que tem um grande casamento. Nós apenas não estamos conectando as coisas aqui. Mas o que eu realmente quero dizer é o seguinte: "eu não encontrei alguém que dissesse que tem uma vida sexual é grande, mas o meu casamento está sobre as rochas". A maioria das pessoas que eu encontro dizem: 'Cara, nós realmente trabalhamos através do material sobre sexo e que está se conectando em um certo nível', e essas pessoas que eu conheço, quando eu olho para seus casamentos, [eu vejo que o resto de sua relacionamento] que está caminhando, mas também porque as mulheres não vão ter realação sexual quando seu casamento não está indo bem. Os homens são, provavelmente, mais abertos que as mulheres, mas eu acho que é uma boa indicação de real lá de como o seu casamento está realmente acontecendo e assim, sem [sexo] Eu acho que você está apenas a destruir o seu curto casamento. Você está perdendo não apenas um elemento físico, mas algo que eu acho que vai para conectá-lo como nada mais.

Mas é algo que você não é só chegar lá e dizer, "oh, isso é incrível". Eu acho que é preciso trabalhar, é preciso tempo, leva anos, às vezes, mas as conversas irão ajudá-lo a chegar lá.

Você diz que, assim como o casamento de um casal deve progredir de onde começou quando eram recém-casados, sua vida sexual também deve estar progredindo. Como é que um casal de fazer isso?

Eu olho para ele como quando você começa, se você teve relações sexuais ou não antes do casamento, quando você começar a ter relações sexuais com seu cônjuge, pela primeira vez, ainda há [expectativas irrealistas] o mais perto do que você é. Minha esposa e eu namoramos por três anos e não tínhamos tido relações sexuais. Eu me senti como se isso não fosse nenhum problema aqui. Nós conversamos sobre isso e, ainda que homens provavelmente tenham mais de uma expectativa irrealista sobre o que que vai acontecer o tempo todo, ela vai me acordar. Você sabe tudo isso e quando você percebe, não há decepções. Frustrações no quarto vêm pelo fato de as pessoas simplesmente não estarem dispostas a falar sobre gostos e desgostos.

Siga-nos

Mais do Guiame