Pais devem controlar o uso da internet pelos filhos

Pais devem controlar o uso da internet pelos filhos

Atualizado: Quinta-feira, 26 Agosto de 2010 as 11:55

A internet é um dos principais meios de comunicação e aquisição de informações dos jovens. Um meio ágil, de acordo com o ritmo da sociedade moderna, que busca rapidez e facilidades através de contatos globalizados e instantâneos. Crianças e adolescentes possuem, de modo geral, intimidade com o modo de funcionamento de um computador e da própria internet, e conseguem satisfazer seus desejos e suas necessidades com muita facilidade.

A maneira de utilizar o tempo é diferente entre pais e filhos. Por isso, essa divergência no tempo de utilização da internet, da brincadeira, do estudo, do banho, da alimentação. Mas entre os jovens, também há uma diferença. A criança prioriza o lúdico, enquanto que o adolescente prioriza as amizades. Porém, ambos estão focados no "agora", pois o futuro lhes parece muito distante.

Para identificar se há abuso na utilização da internet, os pais devem observar se esse uso está dificultando outras atividades do filho, como o desempenho escolar e o contato social, ou causando algum outro tipo de malefício. Deve-se observar além da quantidade de horas acessadas, a qualidade desse acesso.

É importante que os pais estejam atentos em relação aos seus filhos para que possam perceber eventuais diferenças em seus comportamentos. Os filhos se espelham nas atitudes dos pais para criar uma rotina de comportamento. Por isso, crianças e adolescentes cujos pais passam muito tempo na internet, tendem a não ter noção do tempo gasto no computador. Portanto, é importante que os pais também estejam atentos ao próprio uso da internet, e se adéquem ao que desejam transmitir aos filhos.

Os pais devem estar atentos às atividades dos filhos, porém a privacidade deve ser respeitada, levando em consideração a idade da criança. É claro que uma criança de sete ou oito anos não deve ter livre acesso ao conteúdo da internet, e um monitoramento mais próximo é apropriado.

Agora, a relação dos pais com os filhos se transforma quando inicia a adolescência, e os filhos necessitam de mais privacidade do que anteriormente. A conversa entre pais e filhos deve ser aberta e sincera, permitindo que os pais acompanhem as atividades e relações de seus filhos, sem invadirem seus espaços. Essa medida é sentida no dia-a-dia e estabelecida nessas conversas, de comum acordo.

Um bom modo de controlar o conteúdo que os jovens têm acesso sem invadir sua privacidade é deixar o computador em lugar em que todos os membros da família passam, como a sala ou um corredor por exemplo. Além disso, estabelecer um limite diário de uso do computador facilita o controle sem que o jovem se sinta invadido.

veja também