Pele de criança precisa de cuidados especiais

Pele de criança precisa de cuidados especiais

Atualizado: Segunda-feira, 20 Outubro de 2008 as 12

Pele de criança é uma maravilha: nada de espinhas, cravos ou manchas, nenhuma marca de expressão... É, mas essa perfeição toda também requer atenção e cuidados, afinal, a pele dos pimpolhos é mais delicada e sensível.

Segundo a dermatologista Mônica Carvalho, trata-se de uma pele mais fina e com capacidade de absorção aumentada. "Só a partir do terceiro ano de idade é que a pele amadurece completamente, com o desenvolvimento das glândulas sudoríparas e da imunidade do organismo", explica.

Portanto, é importante deixar claro que até esse momento de autodefesa, a criança precisa de muitos cuidados, pois é grande a probabilidade de adquirir alergias. Para começar, todas as mamães devem moderar no tempo do banho dos filhotes, afinal, o banho em excesso retira a camada de gordura protetora da pele. O ideal, recomenda a especialista, é tomar banhos rápidos e mornos.

Fique de olho também no sabonete utilizado. Ele deve conter hidratantes na composição, porque ajuda a deixar a pele mais sedosa e resistente às agressões externas, como sol e poluição, além de ter pH neutro ou alcalino, pois é o que mais se aproxima do pH da pele e evita qualquer tipo de irritação. "Para as crianças, o ideal é utilizar produtos adequados para elas porque seus componentes estão na medida certa para esta fase da vida", diz Mônica. Além disso, procure evitar passar muito perfume ou conservante no bebê e leia sempre as recomendações do fabricante antes de passar pomadas, talcos e shampoos.

Outro cuidado importantíssimo com a pele da criança é protegê-la do sol. Antes de um ano de idade, o protetor solar não é recomendado, porque como a pele da criança é muito fina, pode absorver os componentes do protetor e causar alergias. Portanto, nessa fase, deve-se evitar levá-las muito à praia. "Caso leve, procure sombras, de preferência, de árvores. Leve nos horários de sol mais fraco (antes das 10h e depois das 16h) e hidrate, dê muita água, suco e água de coco", aconselha Mônica.

Para as crianças com mais de um ano, que já podem usar o protetor solar, o ideal é usá-lo a cada duas horas. Para peles muito claras, prefira o fator 60, mas o 30 já é suficiente e deve ser reaplicado após o mergulho. E não se esqueça que o produto deve proteger contra os raios UVA e UVB.

Outra dica é não deixar as crianças expostas diretamente ao sol por muito tempo. Procure intercalar com descanso na sombra e ofereça muito líquido. E lembre-se que melhor remédio para qualquer problema é a prevenção, "portanto evite a exposição em lugares com muitos insetos, como fazendas, sítios e praias. Quando a criança estiver em um destes lugares, o ideal é o uso de repelentes e antialérgicos que evitam alergias", indica a especialista.

veja também