Perigo online

Perigo online

Atualizado: Sexta-feira, 29 Outubro de 2010 as 2:17

Internet segura é uma preocupação importante para os pais de hoje. Crianças sonham em ter liberdade online e acesso a todos os benefícios que a rede tem a oferecer, mas os pais nem sempre estão preparados para transferir essa responsabilidade para a criança. Não dá para ignorar o assunto. A melhor atitude a se tomar é encarar essas questões de cabeça erguida, com determinação em tornar a internet um lugar seguro e saudável para as crianças.

Seja honesto

Quando você decidir que a hora de apresentar o pequeno à internet chegou, o primeiro passo é conversar com ele sobre os benefícios e perigos da rede. Pode ser um pouco desconfortável, mas informe seu filho sobre as pessoas mal-intencionadas que estão online; mostre as armadilhas antes que eles sejam vítimas delas. Outro ponto importante é deixar claro quais comportamentos serão tolerados no mundo virtual. Para ajudar, você pode fazer uma lista com os sites interessantes, e uma relacionando as páginas que não devem ser acessadas. Caso seu filho entre em algum clube ou site de entrada restrita por senha, como uma conta de e-mail ou o Facebook, avise-os que você estará antenada, checando conversas aqui e ali. Se você mantiver o jogo aberto desde o princípio, mais tarde eles não sentiram sua privacidade invadida.

Participe

Quando seus filhos entrarem no mundo virtual, coloque o computador em uma área aberta em que a família passe bastante tempo. Não é necessário ficar rondando, mas você pode dar algumas olhadinhas ao passar. Mas não fique espiando por cima do ombro do pequeno; em vez disso, comente casualmente quando você visualizar algo. "Esse vídeo é muito engraçado", ou "Que foto bonita" são frases simples o bastante. Tornar essas conversas normais ajudará a diminuir a natureza sedutora da internet. Também é importante cumprir as promessas de ficar ligadas nas conversas dele. Para isso, deixe claro que você tem tempo e interesse de participar. Por fim, limite o tempo que seu filho pode passar na internet, especialmente à noite. A rede não deve ser a maior forma de entretenimento da família. Tire os jogos de tabuleiro do armário, uma a família para as refeições e faça com que o pequeno te conheça melhor e vice-versa.

Fique alerta

Se você suspeitar de algum problema, nunca ignore seu sexto sentido. É claro que você não deve tomar conclusões precipitadas, mas ao notar um comportamento suspeito, não pense que foi só impressão. Converse com seu filho sobre algumas atitudes perigosas, como dar informações pessoais em salas de bate-papo. Caso você note que o pequeno está tendo conversas estranhas com um desconhecido, entre em contato com as autoridades imediatamente. Seja honesto com seu filho sobre as precauções que tomar. Lembre-se que quem está errado é a pessoa mal-intencionada e que uma criança - não importa o grau de ingenuidade – ainda é uma criança.

veja também