Pesquisa Traça o Perfil dos Cabelos Brasileiros

Pesquisa Traça o Perfil dos Cabelos Brasileiros

Atualizado: Sexta-feira, 1 Fevereiro de 2008 as 12

Por Myrian Rosário

Quando se imagina uma mulher oriental, japonesa ou chinesa, logo vem à mente alguém com cabelos muito lisos e negros, com fios grossos, franja e de comprimento de médio para longo. A imagem clássica da africana surge com cabelos bem crespos, curtos ou com aplique de tranças, igualmente negros. Ao pensar numa alemã, a memória nos remete a uma loura, com cabelos compridos, lisos e fartos. Agora, que estilo de cabelo teria a sua brasileira imaginária?

"Devido à miscigenação, as brasileiras não têm um tipo de cabelo padronizado. Há loiras, ruivas, com madeixas lisas, crespas, onduladas, curtas ou longas", observa a professora Kátia Silva Nunes, pesquisadora nas áreas de estética e cosmetologia. "Além da variedade natural de tipos e cores, os processos químicos de alisamento, permanentes e tintura aumentam ainda mais a dificuldade em se traçar um perfil típico da brasileira", completa.

A professora coordenou uma pesquisa sobre os Cabelos Brasileiros, obtendo alguns resultados interessantes em relação ao teor de oleosidade, comprimento, uso de processos químicos, hábitos de higiene e diferenças regionais dos cabelos brasileiros. Confira os resultados:

Oleosidade

Em conseqüência do clima tropical, os cabelos e a pele do brasileiro apresentam características semelhantes no item oleosidade, ou seja, a maioria tem cabelos mistos e pele mista. O cabelo misto é aquele que possui oleosidade excessiva no couro cabeludo - e dependendo de vários fatores pode evoluir para caspa oleosa, chegando à seborréia - e os fios ressecados, pela influência de fatores externos como o sol, vento, química e secador. Os fios, em geral, são extremamente danificados com tendência a pontas duplas e quebra. Setenta por cento dos brasileiros têm cabelos com estas características.

Apenas 15% da população, na sua maioria homens, apresentam cabelos oleosos na raiz, fios e pele totalmente oleosa, com tendência à acne. Pela oleosidade excessiva a pele fica totalmente desequilibrada e há casos em que surgem pústulas no couro cabeludo. Isto acontece principalmente nos homens e nos adolescentes, devido a fatores hormonais.

Apesar de os fios ressecados serem bastante comuns, somente 10% dos brasileiros apresentam cabelos totalmente secos. Quem tem esse tipo de cabelo pode melhorar bastante o aspecto dos fios ingerindo de dois a três litros de água por dia e fazendo o uso de shampoos, hidratantes e mousse de finalização ricas em ingredientes emolientes como a manteiga de karitê, manteiga de palmeiras amazônicas e extrato de cacau. "Cabelos secos são mais comuns às pessoas que têm pele seca e também a mulheres na fase pré-menopausa", observa Kátia Nunes.

A menor incidência, apenas 5%, fica por conta dos cabelos normais, que se caracterizam por serem fortes e bem hidratados. Raramente encontrados em homens, os cabelos normais são próprios das crianças até cinco anos de idade.

Comprimento

De acordo com a pesquisa, no Brasil, 60% das mulheres têm cabelos de comprimento médio, aquele que fica da orelha ao ombro; 30% são as práticas, têm os cabelos curtos; 10% são as "corajosas", têm cabelos longos, do ombro à cintura. Os cabelos longos são menos comuns, pois requerem muito cuidado, dedicação e grande investimento de tempo e dinheiro.

Processos Químicos

A pesquisa mostra que 80% da população já se submeteram a algum processo químico, como tintura, reflexo, luzes, relaxamento, henna, permanente etc. Apenas 20% têm cabelos "virgens". Com a ânsia da mulher moderna de sempre estar na moda e sempre querer mudar o visual, as químicas são muito comuns no dia-a-dia. A mais badalada sempre foi a tintura e, nos últimos tempos, a sensação tem sido a escova progressiva, que está levando as mulheres a passar horas no salão para sair com o cabelo liso e escorrido.

De Norte a Sul

Nos Estados do Sul do país, as peles e os cabelos são mais secos. No Norte e Nordeste, pelo clima ser muito quente, as glândulas sebáceas trabalham desordenadamente, e a incidência de cabelos oleosos é maior. No Centro-oeste e Sudeste a predominância é de cabelos e peles mistas.

veja também