Picadas de insetos: Como proteger seu filho

Picadas de insetos: Como proteger seu filho

Atualizado: Quinta-feira, 2 Junho de 2011 as 10:27

Os bichinhos deixam as crianças cheias de picadas pelo corpo. De dia são os borrachudos e à noite, os pernilongos. Proteger seu filho desses insetos é possível e, com os cuidados certos, ele pode curtir o verão sem as indesejadas coceiras.

Como proteger

Passar repelente na criança é a maneira mais simples e comum de prevenir contra picadas. Porém, a recomendação geral dos médicos é que o produto seja usado somente a partir dos 6 meses. Se a dermatologista conhece a criança, sabe que ela está bem, sem problemas de saúde e com o peso adequado, pode indicar o uso um pouco antes, por volta dos 3 meses. Mas apenas se houver necessidade, por exemplo, se a família morar em um lugar que tenha muitos insetos. “Afinal, as picadas também podem ser muito prejudiciais ao bebê”, diz a dermatologista Ligia Kogos. Caso o repelente ainda não esteja liberado, os pais podem usar véus e tules para proteger o berço. Muitas vezes, crianças alérgicas, que têm dermatites freqüentes, normalmente não reagem bem aos repelentes. Mas elas também têm reações violentas às picadas de insetos. Nesse caso, é melhor consultar o pediatra para ver a melhor conduta.

E se uma picada aparecer?

Utilize pomadas específicas para esse problema. É importante consultar o pediatra ou o dermatologista da criança para que ele indique qual é o melhor tratamento. Essa orientação deve ser seguida também por pais cujos filhos são alérgicos. Nesse caso, os cuidados com a prevenção devem ser redobrados para evitar que a criança seja atacada pelos insetos. Quando o assunto é picada de abelha e formiga, o melhor a fazer é lavar o ferimento com água e sabão, antes de passar uma pomada ou gel para picadas. Outra dica é manter a unha da criança sempre curta, assim ela não irá se arranhar.  

veja também