Playground com segurança garantida

Playground com segurança garantida

Atualizado: Quarta-feira, 26 Maio de 2010 as 8:41

Garantir que os playgrounds sejam seguros para as crianças. Esse é o objetivo do projeto de lei 6980/10, do deputado José Carlos Vieira (PR-SC), que está tramitando na Câmara em caráter conclusivo - ou seja, não precisa passar pelo Plenário.

Atualmente, todos os parques infantis já são regulamentados pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), mas a proposta do deputado é que as normas, que não são obrigatórias, sejam transformadas em lei. Caso seja sancionada, passa a valer apenas para os playgrounds instalados em estabelecimentos de educação infantil e de ensino fundamental, públicos ou privados. Para os demais, as normas de segurança continuariam a valer com base na ABNT.

A proposta também prevê que, caso sejam necessárias, reformas ou substituições de brinquedos devem ser feitas ainda antes do início do período letivo. Já a manutenção preventiva deve ser realizada nas férias de julho. O estabelecimento que não cumprir as regras terá sofrerá multa de R$ 50,00 por aluno matriculado.

Enquanto o projeto não é sancionado (e as normas não são obrigatórias), o ideal é não descuidar. Checar os equipamentos antes de deixar as crianças se divertirem no parquinho é fundamental. "Independentemente do material (ferro, plástico ou madeira), o ideal é adquirir somente brinquedos com certificado e que atendem as regras de segurança", diz Fabio Namiki, coordenador da Comissão de Estudos de Segurança em Brinquedos da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Cuidado com os acidentes

As quedas, principal causa de hospitalização por acidente de crianças de 1 a 14 anos no Brasil, são o maior perigo do parquinho. Além de comuns, podem levar a consequências graves, como traumatismos cranianos. Mas, já que cair faz parte da brincadeira e é praticamente inevitável, uma das regras ditadas pela ABNT diz respeito ao piso do parquinho. Para absorver os impactos, deve ser macio, ou seja, de grama, areia ou emborrachado. A altura também é outro item a ser checado: o risco de lesão é quatro vezes maior se a criança cair de um brinquedo superior a 1,5m, segundo estudos da ONG Criança Segura. Outros acidentes podem ser causados pela falta de manutenção, com objetos enferrujados, e também por defeitos de fabricação.

Ainda que o playground da escola do seu filho seja fabricado com materiais modernos e receba fiscalização periodicamente, saiba que nada substitui a supervisão dos adultos.

Veja o resumo das regras da ABNT

- O playground deve ser separado em áreas conforme a faixa etária das crianças; - A área de circulação ao redor do parquinho deve ter, no mínimo, 1,5 metro;

- As roscas de parafusos salientes devem ter acabamentos de proteção;

- Os cantos dos brinquedos têm de ser arredondados;

- Parquinhos de madeira devem ter acabamento liso, livre de lascas ou farpas;

- Para desencorajar as crianças a correr dentro da área do trajeto dos balanços, é necessário instalar barreiras de segurança em torno dos brinquedos

Por: Malu Echeverria e Simone Tinti

veja também