Pré-pré-adolescência

Pré-pré-adolescência

Atualizado: Segunda-feira, 4 Outubro de 2010 as 1:23

Legos e brilho labial, Playstation e Justin Bieber. Como evitar que seus filhos se tornem adolescentes rápido demais

No decorrer de uma hora, sua filha engatinhou para o seu colo querendo carinho, revirou os olhos quando você falou e tentou te convencer de que pode, sim, usar salto alto. Está confuso? Ela também. Para ela, o mundo está oscilando entre a infância e a fase "tween”.

O termo "tween” se refere às crianças que ainda não são "teen", ou adolescentes, e que têm entre 10 e 12 anos. Mas crianças de 7 ou 8 estão mostrando cada vez mais ter uma mentalidade de tween. Elas ainda são atraídas por coisas infantis, como bichinhos de pelúcia, mas já são bombardeados por coisas como celulares e maquiagem.

"Nossa cultura coloca cada vez mais pressão sobre crianças cada vez menores, para que elas ajam como pequenos adolescentes", diz a psiquiatra infantil Elizabeth Berger, autora de Raising Kids With Character ("Criando filhos com caráter”, em tradução livre). Ainda que você não seja capaz de evitar este "amadurecimento” prematuro, pode pisar no freio e retardá-lo.

Assista ao que seu filho está assistindo

Não preste atenção só no número de horas em que ele fica colado na tela, mas também nas mensagens transmitidas. De acordo com relatório da Fundação Kaiser Family, crianças de 8 a 10 anos gastam mais de 17 horas por semana em frente à TV.

"Já que as crianças de 8 anos adoram os adolescentes, os comerciantes decidiram promover os produtos a eles como se fossem vários anos mais velhos", diz Susan Linn, diretora da Campanha Americana para uma Infância Livre de Comercial. As crianças não têm dinheiro para gastar, mas podem influenciar seus pais e isso lhes dá muito poder econômico: crianças menores de 12 anos influenciam o gasto de 500 bilhões de dólares por ano, segundo a campanha.

Só porque é um programa que está passando em um canal infantil não significa que é apropriado para o seu filho. Se você não gosta do que está vendo, desligue a TV e discuta as suas preocupações com ele. E ajude-o a encontrar algo melhor para assistir.

Deixe as crianças serem crianças

Essa é a fase da criatividade e da exploração intelectual. Atividades lúdicas, como construir cidades com blocos, são importantes para preservar um pouco da inocência. O problema é que hoje as crianças estão sendo introduzidas para todos os tipos de ícones teen de tecnologia, como telefones celulares, e uma vez que eles são apresentados a esse universo, simples passatempos como brincar de balanço no quintal perdem um pouco do encanto.

Então, quanto mais tempo você puder evitar que o seu filho conheça os privilégios das crianças maiores, melhor. "Seu filho provavelmente tem colegas que possuem celulares, mas isso não significa que ele precisa de um. Os pais não devem ser influenciados por esse tipo de pressão", diz Elizabeth Hartley Brewer, autora de Talking to Tweens: Getting It Right Before It Gets Rocky With Your 8-to-12-Year-Old ("Conversando com Tweens: aja corretamente com o seu filho de 8 a 12 anos antes das coisas se tornarem difíceis”, em tradução livre). E se você já decidiu dar ao seu filho um, ainda pode definir limites para mensagens e tempo de ligações.

Mantenha-o perto

A maioria das crianças de 7 e 8 anos ainda ama ficar com seus pais. Assim, tire o máximo proveito disso enquanto puder. Planeje atividades divertidas em família e gaste alguns minutos aconchegando o seu bebê não tão pequeno, mas ainda não tão grande! Assim, você pode discutir quaisquer problemas que ele tiver e se preparar para os desafios da adolescência.

veja também