Priorize um tempo para ele

Priorize um tempo para ele

Atualizado: Quarta-feira, 20 Agosto de 2008 as 12

Priorize um tempo para ele

Muitas mulheres que trabalham fora aproveitam o final de semana para pôr a casa em ordem. O tempo voa e, quando chega no final do dia, já estão exaustas, sobrando para o marido apenas um "eu te amo" e muito sono.

Embora ela possa até se esforçar, jamais poderá despender um tempo de qualidade para ele se não estiver bem física e emocionalmente.

A manutenção da amizade no casamento se transforma em uma verdadeira muralha contra ameaças como traição e divórcio. Uma mulher precisa entender que o mais importante não é a casa, mas o marido. O casamento sem amizade conjugal se transforma com o tempo em um relacionamento frio, expondo os cônjuges à tentação de desejar alguém mais interessante por poder doar mais atenção. Aliás, atenção é o combustível que mantém a chama da confiança e da intimidade sempre acesas.

Muitos casais estão subindo ao altar sem primeiro entender o que realmente significa dizer "sim" um para o outro. Casamento cristão é "Acordo Ministerial". É bom que cônjuges reflitam sobre 2 Coríntios 6:14-16. "Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Que harmonia, entre Cristo e o Maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo?" Casamento não pode ter como objetivo apenas uma realização individual de cada cônjuge.

"Jugo" ou "canga" é um artefato que o fazendeiro usa para unir dois bois ou cavalos para puxarem o arado. O jugo sempre tem o objetivo de unir dois animais da mesma espécie e do mesmo tamanho. Se não for dessa forma o campo não será bem arado.

A palavra aliança está implícita no termo jugo. No livro de Amós, capítulo 3:3, uma pergunta traz um questionamento simples, mas tremendamente profundo para o ser humano: "Andarão dois juntos, se não houver entre eles acordo? Se as palavras de Amós forem levadas para dentro de uma relação conjugal, é fácil entender que marido e esposa são parceiros e sócios, unidos e ligados em um pacto em que ambos só acumulam força e poder.

Deus deseja que os cônjuges sejam grandes amigos, que experimentem o máximo de intimidade, que cresçam em seu relacionamento a dois e que priorizem essa relação. Mas Jesus precisa estar SEMPRE em primeiro lugar na vida dos dois. Bom lembrar que não existirá casamento na eternidade, portanto, o primeiro lugar é do Rei.

Quando Deus projetou o casamento foi para que homem e mulher pudessem gozar juntos de ampla alegria.

Mães e pais precisam refletir se hoje estão preparando seus filhos para um casamento cristão. Filhos sempre terão o relacionamento dos pais como exemplo. O casal precisa ser humilde diante de seus filhos reconhecendo os erros do relacionamento. Se um pedido de perdão for necessário, é melhor ser humilde, dando exemplo, do que sustentar um erro que possa influenciar os filhos a cometer as mesmas falhas mais tarde.

veja também