Quais são os hábitos de uma mãe feliz?

Quais são os hábitos de uma mãe feliz?

Atualizado: Quinta-feira, 4 Agosto de 2011 as 3:51

Você é uma mãe feliz? Não, não estamos de forma alguma questionando o quanto você é plena por ter tido filhos, mas, se como mulher, está realmente feliz. É sobre essa busca da realização na vida que a americana Meg Meeker, pediatra há 25 anos e mãe de quatro filhos já adultos, recém-lançou, nos Estados Unidos, o livro The Ten Habits of Happy Mothers: Reclaiming Our Passion, Purpose and Sanity (Os Dez Hábitos das Mães Felizes: Recuperando Nossa Paixão, Propósito e Sanidade, em tradução livre). Em entrevista exclusiva à CRESCER, ela conta que tem percebido que, nos últimos anos, as mães estão mais estressadas do que nunca e pensou no livro não como um guia de como ser uma mãe melhor e, sim, uma reflexão para as mulheres serem mais felizes. Mas o que é preciso, então, para encontrar o equilíbrio perfeito entre a maternidade e a vida pessoal? Abaixo, você confere trechos do nosso bate-papo com a escritora.

CRESCER – Por que você decidiu escrever The Ten Habits of Happy Mothers?

MEG MEEKER – Eu sou pediatra há 25 anos e tenho notado que, nos últimos dez anos, em especial, as mães estão mais estressadas do que nunca. Quase todas que eu vejo sentem que elas nunca fazem nada direito. Em resumo, sentem que não são boas o suficiente. Uma mãe me disse que eu deveria colocar no livro o título Mãe Não Boa o Suficiente. Nós sobrecarregamos nossos filhos, sobrecarregamos nós mesmas. Sentimos que, se eles tiverem sucesso, nós teremos sucesso. A verdade é que podemos ser excelentes mães independentemente do sucesso de nossos filhos. Cada vez mais as mães querem simplificar suas vidas, ter mais tempo para si, mas elas têm medo de cuidar delas mesmas. Meu livro dá a elas permissão para cuidar de sua felicidade. O velho ditado “Se a mãe não está feliz, ninguém está feliz” é pura verdade. Uma das melhores coisas que nós podemos fazer para nossas crianças é batalhar para nossa felicidade, porque nossa alegria transborda para a família.

C – O que você acha que mais atrapalha a felicidade das mães hoje em dia?

M.M. - A pressão dos colegas, creio eu, está no coração do estresse que as mães sentem. Quando nos encontramos com outras mães, nos avaliamos e tentamos descobrir o que elas estão fazendo melhor do que nós. Se os filhos de outras mães estão tirando melhores notas do que os nossos, sentimos que estamos falhando como mães. E isso não é verdade.

C – Você tem quatro filhos. Você acredita que hoje é mais feliz e tranquila do que na época em que teve seu primeiro filho? O que mudou?

M.M. – Claro que sim! Eu relaxei mais. E aprendi a confiar mais na minha intuição. As mães têm uma excelente intuição, mas a maioria tem medo de escutá-la porque temem que alguém as olhe de um jeito estranho ou que seus filhos vão se sentir diferentes. Conforme meus filhos cresceram, eu aprendi também que não temos que resolver todos os nossos problemas imediatamente. Eu aprendi que as coisas levam um tempo para serem resolvidas - e quando eu percebi isso, relaxei mais.

veja também